GNR e Guardia Civil unem forças

GNR e Guardia Civil unem forças

A GNR de Bragança e a Guardia Civil espanhola vão passar a fazer patrulhamentos conjuntos nas zonas de fronteira.

Estas forças de segurança já cooperam há alguns anos no combate à criminalidade, agora vão unir-se no trabalho desenvolvido em eventos que unem povos dos dois países.

O comandante distrital da GNR de Bragança, Sá Pires, assegura que o objetivo é aproximar as forças de segurança das pessoas.“Nós neste momento vamos realizar patrulhamentos conjuntos em circunstâncias próximas da fronteira. Sempre que haja uma grande festa, como é o caso da Senhora da Luz, ou em Freixo de Espada à Cinta ou Barca d`Alva, vamos ter patrulhas mistas a policiar essas mesmas festas. Todos os cidadãos seja qual for o problema que tiverem vão tratá-lo na sua própria língua”, explica o comandante distrital da GNR.O tenente-coronel Sá Pires faz um balanço positivo do trabalho em conjunto feito durante o ano passado e realça a importância da cooperação para deter os responsáveis pelos furtos a locais de culto na região.“Os furtos que houve no início do ano a locais de culto, a algumas capelas que temos isoladas, era um cidadão espanhol e um português que vive em Espanha, e foram interceptados em colaboração com as duas forças”, realça o tenente-coronel Sá Pires. O chefe da Guardia Civil de Zamora, António Rodrigues, salienta a importância desta parceria entre forças de segurança da zona de fronteira.

A GNR de Bragança e as forças de segurança espanholas estiveram ontem reunidas em Bragança, para delinear estratégias de cooperação.

Escrito por Brigantia (CIR)

Relacionados