Ambientalistas não vão participar mais na Comissão de Acompanhamento Ambiental do Aproveitamento Hidroelétrico de Foz Tua

Ambientalistas não vão participar mais na Comissão de Acompanhamento Ambiental do Aproveitamento Hidroelétrico de Foz Tua

Em atualização

A Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente decidiu suspender a sua representação na Comissão de Acompanhamento Ambiental do Aproveitamento Hidroelétrico de Foz Tua, por considerar que este órgão está a ser conivente com incumprimentos vários por parte da EDP.

Assim, amanhã, 23 de setembro, na 16.ª reunião plenária do órgão que acompanha o cumprimento das medidas de compensação e minimização a executar pela EDP, como contrapartidas para a construção da barragem de Foz Tua, não contará com a presença do GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente, nem da Plataforma Salvar o Tua, coletivos indicados pela Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente, em representação das Organizações Não Governamentais de Ambiente naquele fórum.

Em causa estão as alegadas irregularidades ligadas a enchimentos que a Agência Portuguesa do Ambiente confirmou serem ilegais, e que os duas grupos consideraram ser “a gota de água” neste assunto.

Como sinal de boa fé, pedem “o esvaziamento da albufeira de Foz Tua e a suspensão do desenvolvimento do projeto de mobilidade até que o respetivo Projeto de Execução seja devidamente apresentado e aprovado na Comissão de Acompanhamento Ambiental do Aproveitamento Hidroelétrico de Foz Tua, em cumprimento das exigências da Declaração de Impacte Ambiental”.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Leave a Reply

css.php