Produtores da Cooperativa Soutos os Cavaleiros duplicam em dois anos, e a maioria são jovens

Produtores da Cooperativa Soutos os Cavaleiros duplicam em dois anos, e a maioria são jovens

A Cooperativa Soutos os Cavaleiros, sediada em Macedo de Cavaleiros, duplicou o número de associados em 2 anos. De 75 inscritos, são agora 152, na maioria jovens, que estão a apostar nos frutos secos, como a amêndoa, a castanha ou o pistacho.

Domingos Barreira, o presidente da cooperativa, explica que os pedidos de associação chegam de todo o país, com plantações significativas, que rondam os 20 e os 30 hectares.

reduzido 3

“Se bem que a maior parte é aqui dos dois distritos: Bragança e Vila Real. Temos bastantes da zona de Montalegre, Chaves e Valpaços, com plantações de soutos. Em Vinhais e Bragança também já começamos a ter um número significativo.

E na amêndoa, de Bornes e de Alfândega para baixo, temos um número bastante significativo, e a plantação já supera a do castanheiro.”

O perfil destes novos investidores é fácil de traçar, até porque a agricultura e investir no setor, principalmente nas novidades, está na moda.

reduzido 3

“Provavelmente, por causa de algumas dificuldades que tenham de encontrar trabalho nas suas áreas. Temos notado que parte significativa é licenciada, até em medicina dentária. Alguns de agronomia, sim, mas muitos de áreas diversas.

E a agricultura está na moda. Alguns estão tão na crista da onda que só plantam pistacho. Vamos ver os resultados que vão ter. Esperemos que sejam bons. O pistacho tem estado a crescer, e a plantação é nova na região. Estamos curiosos para ver os resultados.”

Em dois anos, passou para o dobro o número de produtores unidos à Cooperativa Soutos os Cavaleiros, e triplicaram os terrenos de cultivo associados. Na maioria, estes novos investidores são também jovens em idade. Apostam nos frutos secos, como na amêndoa, que para já sofre menos com as doenças, mas também na castanha, no pistacho, na noz e na avelã.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar

css.php