Caretos de Podence figuram em novo filme de membro dos Monty Python

Caretos de Podence figuram em novo filme de membro dos Monty Python
reduzido 3

Clique para ouvir

Os Caretos de Podence têm participação no novo filme do realizador e argumentista Terry Gilliam, que ficou conhecido pela sua participação no grupo de comédia inglês Monty Python. A ideia para este filme nasceu há 20 anos, altura em que o nome pensado para a personagem principal foi Johnny Deep. Gilliam anunciou no ano passado, no Festival de Cannes, que iria retomar o projeto.

“The man who killed Don Quixote”, baseado no original de Miguel de Cervantes, foi filmado em 2016, e está em produção, com estreia marcada para 2018. Como ator principal, a película conta com Adam Driver, que interpretou o vilão Kylo Ren na saga Star Wars.

Este filme, com argumento conjunto de Terry Gilliam e Tony Grisoni, conta a história de Toby, um publicitário que vai fazer uma viagem no tempo, até ao século XVII, onde Dom Quixote o confunde com o seu fiel escudeiro, Sancho Pança. Entre aventuras e a busca pela bela Dulcineia, Toby vai enfrentar demónios, reais e imaginários, modernos e da antiguidade.

A longa-metragem conta ainda no elenco com Michael Palin, também dos Monty Python, e Olga Kurylenko, que começou no cinema francês, passou por Hitman (2007) e vestiu a pele de bond girl (2008).

Entra ainda Joana Ribeiro, no papel de Angélica, uma jovem que, por dotes mágicos de um filme feito anos antes por Toby na pequena vila onde mora em Espanha, passa da classe baixa para classe alta. E este é apenas um de uma série de incidentes que ameaçam destruir a localidade. Na equipa há ainda outro português, Paulo Branco, que é produtor de cinema.

As filmagens terminaram há pouco tempo, em Portugal, mais precisamente em Tomar. António Carneiro, presidente da Associação Grupo dos Caretos de Podence, explica que a produção do filme pediu fatos de Careto para as rodagens.

reduzido 3

“Foi mais um convite da produção do filme, que escolheu os Caretos de Podence. As filmagens já decorreram, e os Caretos fizeram-se representar pelos seus trajes. As filmagens acabaram há pouco tempo, em Tomar.

É mais uma motivação e que vai levar a tradição dos Caretos de Podence, que agora são património nacional, e que cada vez estão a ser mais procurados. É um orgulho para nós e para as gentes de Podence este feito.”

Uma cultura tradicional que está já amplamente disseminada, o que permite, na opinião de António Carneiro, este tipo de contactos.

reduzido 3

“Os Caretos de Podence já são a referência em termos da cultura popular em Portugal. Foi um contacto feito pela produção que chegou ao nosso email. Agilizámos com eles, e colaborámos. Porque é uma mais-valia para nós. É um filme que vai correr muito, e lá estarão os Caretos de Podence a levar o concelho de Macedo de Cavaleiros e Trás-os-Montes.”

António Carneiro conta ainda que a produção do filme quis saber como se comportam, em contexto real, os Caretos de Podence. Ainda assim, espera que seja uma adaptação do comportamento adaptado na festa, apesar de o que realmente importa é a divulgação do traje.

reduzido 3

“Quiseram saber como eles se comportam. Mas será uma adaptação. O que é importante é pegarem nestas figuras, no traje e a tradição estar representada. É importante para a Associação e para a região.”

Os Caretos de Podence chegam ao grande ecrã em 2018, pela mão de Terry Gilliam, dos Monty Python, no filme “The man who killed Don Quixote”, “O homem que matou Dom Quixote”, em português.

 

Escrito por ONDA LIVRE

 

Relacionados

Leave a Reply

css.php