Coca-cola “gigante” para ser visitada na Praia da Ribeira

Coca-cola “gigante” para ser visitada na Praia da Ribeira

A Praia da Ribeira no Azibo foi o local do distrito escolhido pela Coca-Cola para marcar os 40 de comercialização em Portugal.

Uma iniciativa que prevê a inauguração de 21 garrafas comemorativas em cada um dos distritos portugueses. Cada uma delas é única, tem dois metros e meio e é pintada à mão pelo artista visual Miguel Caeiro, mais conhecido por RAM.

Sexta-feira foi a vez do distrito de Bragança ser contemplado com a primeira garrafa inaugurada em Portugal continental. Manuel Bastos, gestor de comunicação da companhia em Portugal diz que encontraram no Azibo o cenário ideal para esta escolha.

icon 2_reduzido

 

“Achamos que esta paisagem é magnifica e este é o local apropriado para uma bebida refrescante como a coca-cola, ligada aos jovens, ligado a um universo que nós conhecemos bastante próximo. A Albufeira do Azibo é uma maravilha da natureza, absolutamente fantástica e encontramos aqui o cenário ideal no distrito de Bragança para oferecermos a garrafa.Tem uma placa identificativa onde mencionamos uma oferta da coca-cola mesmo à cidade de Macedo de Cavaleiros e também muita história da coca-cola, com os vários símbolos da marca ao longo dos anos.”

Cada garrafa segue as características da arte urbana, pintada em graffiti. E isso, tem um propósito.

icon 2_reduzido

“O que pretendemos com isto é esta aproximação que falávamos também com os jovens ou seja, que as pessoas percebam que é uma marca jovem, irreverente, uma marca que ainda continua a estar no nosso universo juvenil muito próximo queremos continuar assim. Achamos que era a melhor forma de termos esse complemento de arte, juventude, frescura e felicidade, esses são os nossos argumentos. Queremos continuar próximos das várias localidades de Portugal, somos uma empresa portuguesa, temos o nome de Coca Cola European Partners Portugal porque estamos cá sediados e com trabalhadores portugueses.”

Apesar dos 133 anos que a marca americana tem, só começou a ser comercializada no nosso país em 1977 depois da queda do Estado Novo.

Para Duarte Moreno, presidente do Município Macedense, a escolha do concelho para receber a garrafa comemorativa, além de ser um orgulho para os macedenses, é também, por isso, um símbolo de liberdade.

icon 2_reduzido

“Eu penso que é um orgulho para o município, para os macedenses e, portanto, para o nosso conselho. Ficarmos no coração do Nordeste Transmontano e ficar com este símbolo mundialmente conhecido é uma forma de mostrar que o Azibo também pode levar até às pessoas a arte urbana.

É um símbolo de liberdade também. O “estado velho”(Estado Novo), digamos assim, pensava de outra forma, o consumo destas bebidas era o sinal da democracia e a democracia levava à liberdade. Já lá vão 40 anos e não existia liberdade para podermos consumir aquilo que os outros países podiam comercializar.”

O Azibo tem agora uma garrafa de dois metros e meio comemorativa dos 40 anos da Coca-Cola em Portugal que pode ser visita na Praia da Ribeira.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar