Curso de Treinadores iniciado pela primeira vez em Macedo de Cavaleiros

Curso de Treinadores iniciado pela primeira vez em Macedo de Cavaleiros

Macedo de Cavaleiros foi o local escolhido para a abertura do segundo Curso de Treinadores de Futebol e Futsal Grau I da Associação de Futebol de Bragança.

Um curso que vai durar cerca de 8 meses e, no final, confere aos formandos um certificado que lhes permite treinar equipas no escalão distrital e recebem ainda um diploma da UEFA que confere creditação para desempenhar essas funções em alguns países da Europa.

A sessão de abertura seguida da primeira aula aconteceram ontem à noite, onde esteve presente José Pereira, Presidente da Associação Nacional de Treinadores de Futebol, que considera que estes cursos são importantes na medida que creditam pessoas para que, no futuro, possam administrar treinos com qualidade.

icon 2_reduzido

“Sabemos que em algumas associações há dificuldade de fazer a cobertura de cursos de treinadores convenientemente e, por isso, estamos a realizar cursos organizados pelas respetivas associações no sentido de conseguirmos chegar a todas e credenciar as pessoas para o desempenho dessas funções.

Quem é pai gostaria de ver à frente da equipa dos seus filhos alguém devidamente apto, não aceitariam que na escola os miúdos tivessem a educação física com alguém sem essa formação.

Fazendo face ao que é o panorama nacional, onde temos os melhores treinadores do mundo, não fazia sentido que em Portugal as equipas não fossem devidamente orientadas.”

António Ramos, Presidente da Associação de Futebol de Bragança, admite que há um défice de treinadores na associação, principalmente para a modalidade de Futsal, cenário que espera ver alterado com a aposta nestas formações.

icon 2_reduzido

“É importante para a associação que consigamos formar treinadores. 

Nós temos um défice muito grande dessa valência e faz parte da nossa obrigatoriedade formar treinadores com qualidade.

No distrito, ainda há alguns treinadores sem creditação a treinar e queremos minimizar essa situação.

De realçar que o Futsal tem tido um défice muito grande e tem havido uma entrada muito reduzida em termos de formadores, mas queremos tentar inverter essa situação porque o é uma modalidade em expansão e é importante para nós ter pessoas qualificadas para poderem exercer essa função e, em termos distritais, possamos ter uma maior capacidade de albergar o trabalho que esses treinadores podem dar aos clubes e também o envolvimento da associação.”

Um curso que conta com cerca de 40 inscritos, um número equivalente ao ano anterior, no entanto, segundo António Ramos, nota-se um maior interesse por parte dos mais jovens.

icon 2_reduzido

“Há cada vez um maior interesse dos jovens nesta questão da formação. Também para nós é importante que os mais novos queiram pois assim há um espaço de tempo em que podem evoluir e, entretanto, tirar o Grau III e Grau IV . Portanto, para nós é bom lançar as bases para que no futuro eles possam aproveitar isso.”

Da mesa de oradores também fez parte Pedro Dias, Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, que admite existir alguma dificuldade em encontrar interessados para estes cursos e considera que a falta de tempo é o principal motivo.

icon 2_reduzido

“A dificuldade existe essencialmente porque cada vez o tempo é mais precioso e a etapa que hoje estão a iniciar é longa, com cerca de 141 horas de formação, entre geral e específica, e um estágio de 600 horas. Ou seja, estamos a falar de uma formação de 741 horas que, naturalmente, exige dos formandos alguma disponibilidade e tempo para o poderem realizar.”

Quanto ao espaço para a realização do curso, as aulas vão ser dadas no Centro Cultural e ficou em aberto a possibilidade da utilização do Estádio Municipal para a componente prática.

Um apoio dado pela autarquia que é, segundo o vice-presidente Pedro Mascarenhas, a primeira oportunidade que surgiu para que o novo executivo possa mostrar a vontade de investir e desenvolver o desporto no concelho.

icon 2_reduzido

“Claro que é importante envolver a autarquia e a nossa está empenhada em contribuir para o desenvolvimento do desporto.

Naturalmente que agarramos a primeira oportunidade que nos surgiu para assim mostrar a nossa vontade em apostar e apoiar o desporto e tudo que sejam iniciativas desportivas, aproveitando as instalações que temos.

Nesta formação de treinadores comprometemos-nos a disponibilizar aquilo que temos, é uma forma de darmos apoio. Este espaço (Centro Cultural) está disponível para a formação e, naturalmente, no momento em que precisarem do estádio para a componente prática, a Câmara de Macedo vai disponibilizar, assim como todos os meios que temos.”

As aulas vão acontecer maioritariamente em Macedo, embora algumas sejam dadas também em Bragança e Mirandela.

Quanto à possível vinda de um curso de treinadores Grau II, fica o desejo por parte do Presidente da Associação de Futebol de Bragança que deixou saber que a probabilidade de isso acontecer é grande visto que o número de interessados no distrito de Bragança tem sido uma constante em dois anos consecutivos.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar

css.php