Juniores de Macedo sofrem nova derrota

Juniores de Macedo sofrem nova derrota

A equipa de futebol Júnior de Macedo entrou com o pé esquerdo na 2º volta do campeonato.

3-0 foi o resultado final frente ao Varzim no passado sábado que conseguiu, nesta jornada, mais um golo do que no primeiro jogo frente à equipa verde e amarela.

A menos de 5 minutos do início da primeira parte o marcador abriu a favor da equipa de Póvoa do Varzim que deixou registo com o único golo dos primeiros 45 minutos.

Apesar da luta da equipa de Macedo para impedir que as bolas adversárias entrassem na baliza, no segundo tempo a sorte pendeu para o mesmo lado, com a equipa do Varzim a acertas mais duas bolas. Resultado final, 3-0.

Apesar da vitória, Lírio Vila Cova, treinador do Varzim Sport Clube, diz ter encontrado alguma dificuldade na primeira parte e que, em relação ao primeiro jogo, encontraram um Macedo mais forte.

Icone ouvir radio_novo

“Sim, uma primeira parte bem disputada, dividida, nós marcamos cedo, tranquilizamos um bocadinho no jogo e intranquilizamos o Macedo. Foi uma primeira parte de equilíbrio, concordo que não fomos superiores, resultado se calhar fruto do nosso golo muito madrugador no jogo.

Os dois golos na segunda parte já trouxeram mais confiança à equipa do Varzim? Sim, sem dúvida. Entramos mais fortes e mais determinados em tentar resolver o jogo, fizemos os dois golo quase de seguida também no início da segunda parte e a partir daí acho que o jogo fechou. Ficamos mais tranquilos, sentimos que tínhamos o jogo controlado. Notei o Macedo uma equipa à procura de um bom resultado, já mais solto, mais capaz e eu não tenho dúvidas que será uma equipa que poderá brevemente tirar pontos a alguém neste campeonato.”

Quanto à equipa da casa, 10 jogos 10 derrotas, resultado que os tem mantido no último lugar da tabela.

Para Quintino Angélico, treinador, os maus resultados são consequência das diferenças que o plantel de Macedo tem em relação às restantes equipas em competição, nomeadamente a presença de jogadores menos experientes.

Icone ouvir radio_novo

“É as diferenças que nós temos para as outras equipas são um bocadinho grandes e acentuadas em muitos aspetos. Isso depois reflete-se lá dentro. Temos de ter noção dessas coisas, dessa diferença que nós temos daqui para as outras equipas. Tentamos remediar as coisas da melhor maneira mas as coisas também não têm corrido da melhor maneira mas temos que continuar a trabalhar para tentar melhorar e tentar ajudar estes rapazes.

No início deste campeonato falava-me também que havia alguma dificuldade em encontrar jogadores para esta modalidade e que teriam também alguns mais novos do que a média, será que esse fator também é um dos que está a levar a estes resultados? Esse é um dos aspetos que temos muitas dificuldades; quer seja o Macedo quer seja outra equipa da nossa Distrital que entra numa Nacional de Juniores. As diferenças já são grandes por natureza, somos poucos e os que somos alguns ainda fogem e é compreensível que vão governar a vida deles.”

O treinador que, com base nos resultados conseguidos até agora, confessa que já existe o medo de descer de divisão e voltar para os Distritais.

Icone ouvir radio_novo

“É normal, a diferença está cada vez mais acentuada e nós temos consciência disso, não podemos fugir a isso. Vamos tentar e olhamos jogo a jogo tentá-la encarar com o máximo de responsabilidade possível tentando melhorar em muitos aspectos que temos muitos para melhorar mas é assim.”

Para a semana, a luta pelos três pontos continua. A equipa de Juniores de Macedo vai encontrar o Famalicão, que ocupa o 3º lugar na tabela com 19 pontos.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar

css.php