Serviços de saúde preparados para eventual surto de gripe

Serviços de saúde preparados para eventual surto de gripe

A Administração de saúde está a preparar a melhor resposta para um eventual surto de gripe.

Este ano a estripe do vírus da Gripe é muito forte e os serviços de saúde estão a ser preparados de forma a que a resposta seja imediata e eficaz.

Pimenta Marinho presidente da ARS Norte diz que o Centro Hospitalar de Trás os Montes e Alto Douro os agrupamentos dos Centros de Saúde desta região estão já com reforço de profissionais de saúde.

“Aumentar a capacidade de resposta quer do centro de saúde quer dos hospitais, neste caso o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro e os restantes da região. Temos feito um reforço de pessoal de enfermagem e médicos nos hospitais e no centro de saúde. Praticamente não temos tempo sem médico de família e o que temos preparado para este período é a insistência na vacinação e temos uma boa taxa de vacinação na região Norte o que revela uma boa adesão das pessoas e agora temos preparadas respostas que visam quer o alargamento de horários quer o reforço de pessoas durante um período normal de funcionamento. A ideia é que todas as pessoas de doença aguda tenham resposta na sua equipa de saúde familiar e que as pessoas também possam contactar o SNS 24 através do 808 24 24 24 que também encaminhará para o melhor local de atendimento.” 

 

Pimenta Marinho aconselha aos utentes a dirigirem-se primeiro aos centros de saúde ou recorrerem à Linha de Saúde 24 antes de irem ás urgências do Hospital.

“Todos os anos há um aumento de pessoas que têm sintomas que obriga a recorrer aos serviços de saúde. Gostaríamos que em primeiro lugar contactassem ou a equipa de saúde familiar ou a linha SNS 24 em vez de irem logo para as urgências dos hospitais que devem estar reservadas para situações mais graves e que exigem um cuidado mais diferenciado. Quando se liga para a linha saúde 24 ou quando se vai à equipa de saúde familiar/ médico de família temos capacidade de responder a essas solicitações e naqueles casos duvidosos ou que necessitam de mais cuidados serem encaminhados com tratamento preferencial para o hospital de referência. Também não podemos esquecer que também faz muito frio e as pessoas devem agasalhar-se bem e beber bebidas quentes; isso é também um conforto importante.”

O presidente da ARS Norte lembra por isso a importância da vacinação

“A vacinação é muitíssimo importante, a partir dos 65 anos e para vários grupos de risco mas a partir dos 60 anos é recomendada. A vacina se for utilizada mesmo naquelas pessoas que estão indicadas mas não estão comparticipadas a vacina custa 3,75€ com a receita e mesmo assim vale a pena reforçar esse apoio. Temos insistido muito e temos uma boa taxa de vacinação mesmo nos lares, residências e ficamos também confortáveis com isso mas quem ainda não fez a vacina pode fazê-lo porque o seu centro de saúde tem a vacina disponível para a aplicar.”

Os profissionais de saúde esperam que a gripe se manifeste com maior intensidade no período de mais frio. Segundo dados do Serviço nacional de Saúde já foram vacinados cerca de um milhão de pessoas.

INFORMAÇÃO CIR (Universidade FM)

Relacionados

Comentar