Juniores de Macedo perdem frente ao Merelinense

Juniores de Macedo perdem frente ao Merelinense

No último jogo do ano, a equipa de Juniores de Macedo recebeu em casa o Merelinense, num jogo onde a equipa da casa se destacou com uma boa prestação mas sem conseguir alcançar a vitória.

Uma primeira parte dominada pelos Juniores de Macedo e que leva para o intervalo uma vantagem por duas bolas a uma.

Na segunda parte a equipa de fora controlou a partida levando à reviravolta do resultado conseguindo o 3-2 ao apito final.

Um jogo marcado pela insatisfação dos adeptos da equipa da casa relativamente à arbitragem, que distribuiu sete cartões amarelos e um vermelho, levando à expulsão do capitão de equipa dos Juniores.

Decisões arbitrárias que o treinador da equipa de Juniores de Macedo, Quintino Angélico, considera não terem influenciado o resultado.

“Não concordei com o árbitro no primeiro penálti porque acho que o nosso jogador jogou primeiro a bola e depois é que houve o contacto com o jogador. De resto uma ou outra falta por marcar, não é relevante. Nos dois cartões amarelos que sofremos, que foi o que levou à expulsão, acho que foram bem mostrados embora o segundo amarelo fosse um pouco fora de tempo e reconheço que tinha de mostrar o segundo amarelo. De resto o árbitro esteve bem, não posso dizer o contrário até porque isso não teve influência no resultado.”

Sobre a exibição, o treinador da equipa da casa realça a superioridade dos Juniores ao longo da primeira parte.

“Estivemos bem, a equipa esteve melhor que em jogos anteriores. A nível de atitude estivemos mais sérios e concentrados em grande parte do jogo. Isso depois reflete-se também nos momentos do jogo e estivemos bem, não vamos dizer o contrário. O resultado é negativo para nós por ser uma derrota mas queremos continuar a trabalhar e tentar aprender o que pudermos e transmitir valores positivos aos jogadores. Hoje, dentro do que fizemos e pela atitude que tivemos acho que estivemos bem em grande parte do jogo.”

Alexandre Martins, treinador do Merelinense, faz uma retrospectiva do jogo e refere que o último golo do Macedo impulsionou a equipa de fora a lutar pela vitória.

“É uma vitória suada e difícil. Jogámos contra uma equipa que teoricamente é mais fraca pelos resultados que tinha apresentado mas vínhamos preparados para as dificuldades que encontrámos. Falhámos um penálti numa altura da época onde não podemos tropeçar e onde se quisermos atingir o nosso objetivo que são os dois primeiros lugares não pode acontecer e com isso a tão pouco tempo do final isso trouxe alguma intranquilidade à equipa. Depois disso sofremos um golo poucos minutos depois mas reagimos e fizemos um empate. O segundo golo levou-nos abaixo mais um pouco mas depois acabámos por dominar e claro que a qualidade está presente.”

A equipa da casa a mostrar-se mais confiante, mas a não conseguir alcançar os pontos para subir na tabela.

 

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar

css.php