Macedo de Cavaleiros pode vir a ter duas EIP e uma equipa de Sapadores

Macedo de Cavaleiros pode vir a ter duas EIP e uma equipa de Sapadores

Já é certo: Macedo de Cavaleiros vai ter, pelo menos, uma Equipa de Intervenção Permanente (EIP) para o cumprimento de funções no âmbito da Proteção Civil, valência esta constituída por grupos de 5 elementos da corporação de bombeiros disponíveis em permanência para garantir a prestação de socorro à população.

Uma garantia já deixada pelo anterior Secretário de Estado, Jorge Gomes e, recentemente confirmada pelo Ministério da Administração Interna que falou ainda na possibilidade de criar não uma, mas sim duas equipas para essas funções. Informações avançadas por Benjamim Rodrigues, autarca Macedense, que fala ainda na possibilidade de do concelho vir a ter a primeira equipa de Sapadores Florestais.

“Temos uma EIP prometida pelo anterior Secretário de Estado, para a qual já recebi confirmação do Ministério da Administração Interna de que é para avançar, eventualmente até duas equipas.

Neste sentido, as informações que nos têm chegado são muito agradáveis e favoráveis e ainda está na mesa a possibilidade de termos uma equipa de Sapadores. Portanto, estamos a falar de uma abrangência distrital.

Nesse aspeto, penso que estamos a trabalhar bem, as negociações continuam e, para já, temos a promessa de que a EIP vai ser uma realidade.”

Quanto ao projeto para construção da Base de Apoio Logístico (BAL), uma estrutura que aguardava decisão do Ministério da Administração Interna e da Autoridade Nacional de Proteção Civil, e que acabou por ser recusada por questões de sobre-dimensionamento, Benjamim Rodrigues diz que vai ser feita uma recandidatura com um novo projeto.

 

“O apoio e disponibilidade do município são totais, tanto em termos de instalações como de apoio logístico.

Esta estrutura foi recusada numa fase que se antecedeu à nossa tomada de posse.

Tivemos que refazer este projeto e a proposta para a BAL ficar sediada aqui no nosso concelho.

Estivemos em negociações com a Federação de Bombeiros, com as Corporações e, inclusive, com o Ministério da Administração Interna.

Posso dizer-lhe que viemos de lá com as melhores esperanças, no entanto, numa primeira fase, este projeto foi recusado.”

O presidente que avança ainda que, assim que a situação financeira do município melhorar, pretendem avançar com os projetos candidatados no âmbito do PEDU e PERU.

 

“A nossa capacidade de investimento é muito limitada mas, com a retificação do orçamento, podem ter a certeza que vão aparecer projetos que vamos executar. São obras essenciais, principalmente do ponto de vista urbano.

Tratam-se de candidaturas anteriormente feitas que, por vários motivos de cabimento, não eram ilegíveis e, como tal, foram reformuladas. Temos agora um periodo para as submeter e acredito que em tempo útil vamos ter aprovação de todos os projetos no âmbito do PEDU e PERU.

Entre eles destaque para o projeto de requalificação da área do Mercado Municipal, Zona da Estação, Ruas Gil Vicente, Eça de Queirós, a Ciclovia e o Parque da Cidade, todas estas obras fazem parte das nossas intenções. “

Declarações de Benjamim Rodrigues, autarca Macedense, sobre alguns projetos para avançar em Macedo de Cavaleiros.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar