Governo quer compensar territórios do interior pelos serviços de ecossistemas

Governo quer compensar territórios do interior pelos serviços de ecossistemas

O governo está desenvolver medidas para recompensar os territórios do interior pelos serviços de ecossistemas, ou seja, pela manutenção da qualidade do ar, água e serviços como a captura de carbono. Segundo o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, este é um tema decisivo e que vai já começar a ser implementado no próximo ano como projecto-piloto:

“A remuneração do serviço de ecossistemas. Isto quer dizer que quando uma determinada propriedade, local, tem uma ocupação florestal ou de valorização da biodiversidade da paisagem, está a oferecer ao todo Nacional utilidades de que todos usufruímos mas que, obviamente, não são a ocupação mais rentável para o proprietário daquele território. A medida que está a ser desenvolvida é um estudo para se saber como se deve remunerar estes serviços, e quanto.” 

 

Confrontado com problemas relacionados com os parques naturais, o ministro admitiu que é necessário encontrar forma de cuidar melhor destas paisagens e que o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas está depauperado:

“Temos que encontrar estruturas que nos permitam tratar da nossa paisagem. Um tema muito significativo deste propósito é precisamente as estruturas da Administração Pública que lidam com isso. Estamos a rever a orgânica do ICNF, que tem a seu cargo a gestão da paisagem, entre as áreas protegidas e o território florestal. Na Administração Pública cabe ao ICNF, que está extremamente depauperado em termos de recursos humanos. Por muita disponibilidade, empenho, capacidade que possam ter os funcionários do ICNF, são poucos para tanta tarefa e de facto, a organização administrativa precisa de outro tipo e atenção.”  

 

Pedro Siza Viera admite mesmo que a prevenção e gestão da paisagem são questões essenciais para combater os fogos florestais e que as áreas rurais têm de ser mais bem tratadas.

 

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia) 

Relacionados

Comentar