“Feira da Adoção” dá novo lar a animais abandonados

“Feira da Adoção” dá novo lar a animais abandonados

O Cantinho do Animal – Centro Oficial de Recolha da Associação de Municípios da Terra Quente Transmontana está a promover “Feiras da Adopção” de cães e gatos abandonados que estejam ao abrigo do centro.

Iniciativas que pretendem incentivar à adoção de mais animais e as escolas são o melhor local para fazer esse apelo, como explica Paulo Afonso, Médico Veterinário da Associação de Municípios da Terra Quente:

“Esta iniciativa pretende incentivar a adoção de mais animais, e como as mentalidades, por norma, demoram muito a mudar, é mais fácil sensibilizar e criar desde cedo essa consciência nos mais novos. Por isso, a escola é um local de grande importância para fazermos estas iniciativas e onde temos incidido com mais frequência, como foi já exemplo a Mascote Escolar e agora a Feira da Adoção, esta última que pretendemos replicar em outras escolas. As crianças, tento uma sensibilidade maior, podem depois motivar os familiares para estas questões.

“Nestas feiras trazemos os animais previamente selecionados para serem adotados de forma gratuita. Todos eles estão vacinados, desparasitados e esterilizados.”

E apesar do número de adoções de animais ter crescido nos últimos anos, a taxa de abandono ainda se mantém elevada:

“Infelizmente, o número de animais abandonados tem-se mantido constante ao longo dos anos.

Esperávamos que, a pouco e pouco, as pessoas fossem ficando cada vez mais conscientes e mentalizadas de que abandonar um animal é crime e é um mau-trato. Os animais são dependentes, ninguém é obrigado a tê-los, mas abandonar não é correto.

Notamos que nos tem chegado muitos animais abandonados, e embora a taxa de adoção tenha aumentado, ainda não é a desejada.

Estas Feiras da Adopção são mais uma forma de tentar aumentar o número de adoções.”

Ontem foi a vez do Agrupamento de Escolas de Macedo de Cavaleiros receber a iniciativa, onde durante a tarde estiveram três gatos e seis cães disponíveis para adoção.

E por lá encontramos quem tenha decidido dar uma nova vida a dois destes animais.

“Adotei um gato branco que, em princípio, vai chamar-se Mike. Eu já tenho cães e sempre quis ter um gato, vamos ver agora como reage, espero que se adapte bem com a nova vida que vai ter.

Adotei uma gatinha. Já tenho dois cães porque sou criadora de gado e já tinha intenção de ter um gato. Fui bastante motivada a fazê-lo agora que surgiu esta Feira da Adoção, até porque não há necessidade de estar, de certa forma, a influenciar o tráfico de animais vendidos em alguns locais, podendo ficar com aqueles que já estão a precisar de um dono.”

O Agrupamento de Escolas de Macedo de Cavaleiros também adotou mais uma mascote, o Ratinho, um cão que se junta assim ao já adotado em fevereio, o Lucky.
Agora, o objetivo é replicar estas “Feiras da Adoção” por mais escolas dos municípios da Terra Quente Transmontana.

Em outubro, à semelhança do ano passado, volta a decorrer a Semana da Adoção no Centro Oficial de Recolha em Mirandela.

Escrito por ONDA LIVRE

cao 1 2 3 6 10                                        4

Relacionados

Comentar