Feiras Municipais ainda acontecem nas mesmas datas

Feiras Municipais ainda acontecem nas mesmas datas

A concelhia do PSD de Macedo de Cavaleiros elaborou um inquérito a 107 pessoas do concelho, incluindo comerciantes e não-comerciantes, com o objetivo de apurar opiniões relativas à mudança da data das feiras municipais bem como à redução de dias. Um assunto que foi aprovado na última Assembleia Municipal no dia 27 de abril mas que até à data ainda não entrou em vigor.

Carlos Carneiro, membro da concelhia do PSD acusa o executivo de não ter feito essa auscultação.

“Na sequência daquilo que já tínhamos referido no passado dia 27 na Assembleia Municipal, em que entendíamos que esta alteração nas feiras podia vir a provocar uma diminuição da dinâmica económica da cidade, promovemos um estudo que visou perceber, nas partes interessadas, o que achavam dessa alteração. Esse estudo abrangeu aquilo que, no fundo, este executivo ignorou na tomada de decisão: ouvir a população, que será a mais interessada na realização das feiras, e por sua vez, ouvir também os comerciantes. Não ouvir apenas a Associação Comercial, que foram a única instituição que referiram ouvir, mas sim ir diretamente aos comerciantes.” 

 

Sobre a redução do número de feiras, a maioria dos inquiridos responderam não serem a favor da mudança. Carlos Carneiro esclarece ainda que existem outras formas de dinamizar as feiras, que não passam por alterar a quantidade de vezes que acontecem.

“Entendemos que o caminho não é reduzir a dinâmica à cidade. Sabemos que o dia de feira é um dia diferente e então há que ter alguma imaginação na forma como se podem fazer alterações. Servir zonas do concelho que não têm transporte adequado, nos dias de feira podiam reativar-se serviços públicos, um autocarro para estes dias; se temos um problema relacionado com os feirantes, que manifestaram o desagrado em dias que não dão rendimento, porque não mexer nas taxas dos feirantes?”

 

Certo é que depois de virem a público as supostas alterações a serem feitas às feiras, ainda nada se concretizou, continuando a realização das mesmas nas datas habituais.

Em resposta, Benjamim Rodrigues, presidente da Câmara, adianta que os dias de feira não foram, por enquanto, alterados por considerarem não ser ainda a altura ideal.

“Ainda não foi o momento oportuno. Obviamente que nós para tomarmos qualquer decisão temos que ouvir sempre as partes interessadas e foi isso que aconteceu. Foram feitas várias reuniões concertadas com os representantes dos feirantes, ouvindo também os parceiros, como a Associação Comercial, mas se ainda não foi tomada uma decisão para alterar datas, é porque entre todos os parceiros não se entendeu que fosse a altura ideal. Mas isso será decidido a curto prazo e feita a alteração.”

 

De recordar que havia sido anunciado que em Macedo de Cavaleiros, as feiras, que até agora aconteciam três vezes por mês, deixariam de acontecer aos habituais dias 6, 18 e 29, e passariam a ter lugar apenas em dois dias no mês, às quartas-feiras, na segunda e na quarta semanas.

 

Escrito por ONDA LIVRE 

Relacionados

Comentar