II divisão de futsal é quase certa para o GDM

II divisão de futsal é quase certa para o GDM

Tudo indica que o Grupo Desportivo Macedense vá mesmo disputar a II divisão de futsal. Depois da plena época de vitórias, que lhes deu acesso direto ao patamar Nacional, faltavam respostas a nível de ajudas financeiras do Município de Macedo de Cavaleiros.

Rui Vilarinho, vereador do desporto, descortina agora o véu e revela que o GDM vai contar com o apoio da autarquia.

“Tenho quase a certeza que sim, só se não chegarmos a acordo mas não acredito que isso aconteça. A vontade do GDM é participar no campeonato de II divisão, a vontade do Município também é que o GDM consiga essa participação e portanto estão reunidas todas as condições. 

Toda a gente sabe das nossas dificuldades mas queremos ultrapassá-las e por todos vamos dar uma lufada de ar fresco a esta terra que tanto precisa.”

Sobre a permanência de António Aires no comando do Macedense, o mister evidencia que tudo está no bom caminho para que tal aconteça, deixando claro o trabalho necessário a fazer no futuro para que não se assista a uma nova descida de divisão.

“As coisas estão a encaminhar-se nesse sentido. Vamos ter brevemente reuniões para definir várias coisas, até porque estamos a falar de um patamar completamente diferente. Falamos de campeonatos Nacionais onde o grau de exigência é muito, onde nós em campo ainda pagamos o peso da Interioridade. 
As pessoas de Macedo, a região, merecem estar nos Nacionais, permanecer e também ganhar. Temos que evitar aquilo a que já assistimos antes: subir e cair. Temos que parar com essa situação e para isso é preciso trabalhar muito.
Sobre a minha permanência estamos a conversar, não há muitas coisas a limar, mas há algumas e que na minha ideia são extremamente importantes.” 

Declarações no âmbito da homenagem feita na Câmara Municipal de Macedo ao Grupo Desportivo Macedense, sobre a qual, João Valdrez, presidente do clube, demonstra um sentimento de orgulho.

“Foi com grande orgulho que viemos receber esta homenagem por parte do Município, até porque sem este nada disto seria possível. Ficámos muito sensibilizados e honrados com este convite.
Já estamos a trabalhar para a II divisão, a tentar entrar com uma equipa competitiva para conseguirmos os objetivos, ou seja, a manutenção.” 

De recordar que a formação verde e amarela conseguiu uma época em pleno ao carimbar o triplete, depois da conquista do campeonato, da taça distrital e da taça transmontana.

Escrito por ONDA LIVRE 

Relacionados

Comentar