Centro de Atividades de Talhas vai ser requalificado

Centro de Atividades de Talhas vai ser requalificado

Foi hoje assinado um contrato entre o Governo, a Câmara de Macedo e a Junta de Freguesia de Talhas, para requalificação do edifício do Centro de Atividades daquela aldeia.
Um investimento de 100 mil euros, em que 50 mil vão ser suportados pelo Estado através da CCDRN, e os restante 50 pela autarquia.
Um sonho antigo daquela freguesia para reabilitar um edifício que, por estar de tal forma degradado, contitui já um risco para a população, como refere o presidente da junta de Freguesia de Talhas, Inácio Roma:

“O edifício está bastante degradado. Temos um salão com capacidade para cerca de 300 pessoas, e, por vezes, quando há montarias, enche. Quando isso acontece ficamos sempre com receio que haja um desastre e é por isso que precisamos deste apoio.

Espero que agora isso se concretize e fique o edifício com melhores condições.”

O projeto já existe há 16 anos mas só agora conseguiu sair do papel. Um questão de justiça, considera Benjamim Rodrigues, autarca macedense e ex-presidente da junta de Talhas:

“Este projeto já existe há 16 anos.

Eu tenho um particular carinho e empenho total por esta reabilitação porque foi um processo recusado pelos anteriores executivos na altura em que eu fui presidente da junta de Talhas. É uma injustiça que vai agora ser compensada.

Esse equipamento tem um pequeno auditório multifuncional que serve para apresentação de obras teatrais, reuniões, é utilizado por associações e tem também um posto médico.

Tudo isto precisava de uma intervenção urgente.”

A cerimónia de assinatura do contrato contou com a presença do Secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, que enalteceu a importância das mesmas para a valorização do património e dos serviços prestados às populações in loco:

“Eu fico particularmente feliz quando celebro um contrato com uma junta de freguesia porque elas, sendo uma realidade única que, no contexto Europeu, só existe em Portugal, é um elemento determinante para a proximidade do Estado junto das pessoas, e, por isso, é um trabalho que eu valorizo muito. E aproveito para dizer que, no futuro, o seu trabalho deverá ser ainda mais valorizado e mais presente.

Muitas vezes, as pessoas esquecem-se que as câmaras e as juntas de freguesia também são Estado, e, uma vez que estão mais próximas das pessoas nos locais, constituem uma parceria perfeita onde cada um contribui com aquilo que consegue para o bem comum, ou seja, para a melhoria do património e dos serviços prestados às pessoas, como é o caso desta requalificação em Talhas.”

As obras do Centro de Atividades de Talhas tem previsão de conclusão para entre os meses de abril e maio de 2019.
De lembrar que, para aquela aldeia, está também prevista a criação de uma ERPI – Estrutura Residencial para Idosos, o único projeto mapeado ilegível para o concelho de Macedo no âmbito do programa de candidaturas para equipamentos sociais da CIM, e cuja dotação é de 435 mil euros. Um projeto que, se for aprovado, terá de ter uma comparticipação da autarquia na ordem dos 15% sob o valor total do investimento.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar