Tribunal anula testamento deixado à empregada que casou com idoso de 101 anos em Bragança

Tribunal anula testamento deixado à empregada que casou com idoso de 101 anos em Bragança
Foi anulado o testamento que conferia um valor de quase um milhão de euros à empregada que casou com um idoso de 101 em Bragança o ano passado, por ficar provado que este não se encontrava capaz de manifestar a sua vontade, faculdade que perderia há já muito tempo.
O casamento aconteceu a 4 de maio de 2017 e o testamento foi lavrado seis dias depois. Em julho, o idoso falece, deixando à viúva 933 mil euros, quase metade do valor que possuía em bens e dinheiro.
A decisão advém de um processo que três dos quatro filhos de Francisco Marcolino puseram contra a madrasta, e neste momento encontra-se em fase de julgamento um outro em que os filhos pedem a anulação do casamento.
Decorrem ainda outros processos por abuso de confiança.
Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados