Quercus debate alterações climáticas, desertificação e despovoamento da região

Quercus debate alterações climáticas, desertificação e despovoamento da região

A Quercus debateu ontem em Bragança as alterações climáticas, a desertificação e o despovoamento.

A discussão inseriu-se na acção “12 meses, 12 iniciativas” que a Associação de Conservação da Natureza está a promover ao longo de todo ano, como explica o presidente do Núcleo Regional de Bragança da Quercus , Leonel Folhento:

“Esta iniciativa é enquadrada numa ação nacional que a Quercus lançou no início deste ano, em que pretende identificar 12 problemas a nível nacional, expondo-os e debatendo-os  de forma a encontrar eventuais soluções.

Ao nosso núcleo regional da Quercus de Bragança couberam os temas das alterações climáticas e a desertificação.”

Segundo o responsável regional da Quercus, o despovoamento no interior do país está relacionado com a falta de investimento para a criação de empregos, mas também se explica pelas consequências que se começam a fazer sentir das alterações climáticas, através de fenómenos naturais cada vez mais recorrentes.

“As alterações climáticas provocam uma mudança de paradigma e os fenómenos naturais vão ser cada vez mais extremos e violentos, o que vai influenciar a nossa agricultura e toda a vida na terra.

Na região, o verão tem vindo cada vez mais seco e a chuva mais intensa, porém, em curto espaço de tempo, provocando inundações e estragando culturas, como temos vindo a assistir nos últimos anos.”

Na sessão na sede da Quercus em Bragança, foram ainda discutidos temas como o uso da terra, os matos, os recursos hídricos, a fauna e os desafios climáticos.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia)

Relacionados