Foi criado o Prémio Literário da Lusofonia Adriano Moreira

Foi criado o Prémio Literário da Lusofonia Adriano Moreira

O professor e académico ficou comovido, apesar de considerar que o nome do prémio deveria ter o nome dos seus pais, como conta:

“Fiquei comovido. Nasci cá, mas passei grande parte da minha vida em Lisboa. Tenho sempre uma recordação do meu pai e da minha mãe neste tipo de acontecimentos. Sempre foram humildes e trabalharam para me darem um curso superior. A emoção é grande e o nome a estar aqui devia ser deles, não meu.”

O prémio contempla a poesia, ficção e ensaio. Jorge Nunes, elemento do conselho de curadores da Biblioteca Adriano Moreira, explica que o nome do professor surge naturalmente para prestigiar a iniciativa:

“O professor Adriano Moreira é a pessoa que mais referências e respeito tem nesse âmbito. Sendo um prémio de lusofonia, tem que ter uma abrangência dos países de língua oficial Portuguesa. Espera-se algo que seja reconhecido no âmbito das letras e o professor Adriano Moreira é, sem dúvida, alguém inquestionável nesse âmbito.”

A entrega do galardão será realizada no próximo ano, em Outubro, vai decorrer de dois em dois anos, no encontro Bragança-Encontro da Lusofonia e será uma escultura feita por um escultor transmontano.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia) 

Relacionados