Vão ser investidos 2,6 milhões de euros para requalificar o Bairro São Francisco de Assis (Macedo de Cavaleiros)

Vão ser investidos 2,6 milhões de euros para requalificar o Bairro São Francisco de Assis (Macedo de Cavaleiros)

O Bairro São Francisco de Assis, em Macedo de Cavaleiros, vai ser requalificado.

As intervenções resultam de duas candidaturas no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) e as obras vão ter um custo de 2,6 milhões de euros, comparticipado em 85% por esse fundo, sendo o restante suportado pela autarquia.

Pedro Mascarenhas, vice-presidente, fala numa obra necessária para garantir condições dignas de habitabilidade daqueles moradores:

 

“Sim, esta é uma zona da cidade que em trinta anos nunca foi intervencionada.

Tem já fracas condições nos seus espaços exteriores, as habitações e os prédios estão muito degradados a nível interno por causa por causa da deficiência de materiais de revestimento externo, tanto nas paredes como nos telhados, e há situações calamitosas que estão a causar problemas de saúde a quem lá mora.

Algumas habitações são do município, e para podermos pintar e arranjar no interior, temos de intervir no exterior primeiro, caso contrário continuarão sem quaisquer condições.

Mesmo para toda a população macedense que não mora no bairro, estas obras são uma mais-valia porque se trata de um ícone desta terra em termos urbanísticos. “

 

Neste momento, vivem no bairro 339 pessoas e das 146 habitações, 64 foram já compradas por privados.

O projeto prevê intervenções nas casas alugadas que são propriedade do município, nos quatro blocos de apartamentos e ainda nas infraestruturas públicas e espaços verdes, como explica Nuno Sousa, arquiteto da Associação de Municípios da Terra Quente Transmontana:

 

“Esta obra prevê a requalificação do bairro, quer ao nível dos espaços exteriores como também do edificado.

Vão ser postas caixilharias novas, com rotura térmica e vidros duplos, vão-se isolar as paredes com um revestimento específico para melhorar as condições térmicas. Quanto às coberturas, no caso dos blocos, vamos retirar a chapa de amianto que está na cobertura e colocar uma chapa isotérmica, já nas moradias vamos colocar telha cerâmica também com isolamento térmico.

Depois, vão haver outras intervenções no exterior, nomeadamente no saneamento, abastecimento de água, telecomunicações, águas pluviais, espaços verdes, pavimentação das vias, quer dos arruamentos quer dos passeios.”

 

O projeto de requalificação foi ontem apresentado aos moradores numa sessão de esclarecimento pública.

Piedade Cabeças e Filomena Fevereiro são duas das habitantes que vivem em casas alugadas, e acreditam que as obras previstas vão resolver alguns problemas que têm enfrentado nas moradias:

 

“Com estas obras acredito que o bairro vai ficar muito melhor e mais bonito, pois desta maneira está um caos. 

Na minha casa há humidade, é uma miséria. Entra muito frio e tenho até fita adesiva nas janelas para tentar isolar um pouco.”

 

“Parecem-me bem que sejam feitas estas obras, que arranjem os telhados, as paredes e o resto do que está mal.

 

Além deste investimento, há ainda mais 100.000€ que podem ser aproveitados pelos proprietários das habitações que não estão incluídas nestas intervenções para ajudar nos custos caso também desejem intervir nas suas casas.

 

A requalificação do Bairro de São Francisco de Assis era já uma intenção do anterior executivo inserido nos 9 milhões de euros atribuídos a Macedo em 2016 no âmbito do PEDU, tendo sido inclusive aprovado um projeto em setembro de 2017, que foi depois redimensionado, concluído e candidatado pela câmara atual.

A obra vai ser agora lançada a concurso para poder começar dentro de cerca de seis meses, e tem a duração prevista e um ano e meio.

Escrito por ONDA LIVRE

moradores são francisco

Relacionados

Comentar