Município de Vimioso premiou 24 bebés e respetivos pais

Município de Vimioso premiou 24 bebés e respetivos pais

24 bebés e respetivos pais receberam ontem, pelas mãos do presidente do município de Vimioso, um cheque de mil euros. A iniciativa, que acontece já desde 2002, premiou as crianças nascidas durante o ano e é uma forma de saudar a resiliência dos casais que escolhem o concelho para fazer vida. Apesar deste e outros incentivos, o presidente do município, Jorge Fidalgo, considera que falta investimento público para que mais pessoas se possam fixar em Vimioso.

 

“Fomos criticados porque as pessoas diziam que não é com estas ajudas que vamos fazer com que nasçam mais crianças. Nós sabemos disso, mas o que realmente queremos é premiar aqueles casais que continuam a insistir, são resistentes e acreditam que é possível fazer o seu projeto de vida aqui no concelho.

É difícil conseguir fixar mais pessoas porque não há investimento publico do lado do governo central para a criação de mais postos de trabalho nos nossos territórios.

Eu não tenho dúvida nenhuma de que se tivéssemos uma boa e rápida ligação à autoestrada e a Bragança, muitos dos casais que são naturais de Vimioso e vivem na capital de distrito, se fixariam na sua terra.”

Além do prémio monetário, o município vai oferecer gratuitamente todas as vacinas não comparticipadas pelo Sistema Nacional de Saúde a estas crianças. As mães acreditam que é uma ajuda útil mas reclamam mais postos de trabalho para que o futuro dos filhos possa passar pelo concelho. 

É uma ajuda razoável, principalmente no que respeita à vacinação das crianças.

Vai ajudar na compra de fraldas e outros bens necessários nesta fase inicial do bebé.
Agora questiono: qual será o futuro do meu filho aqui? Se criassem mais postos de trabalho em Vimioso, claro que seria ótimo porque o nosso filho ficaria mais perto de nós. Visto que a realidade é outra, só o futuro o dirá.”

 

“A ajuda é sempre útil nesta idade porque os bebés precisam sempre de imensas coisas.”

Em relação a 2017, nasceram, este ano, em Vimioso mais dois bebés. O Concurso de Fotografia “Bebé do Ano” tem sido uma forma de combater, de algum modo, o problema da desertificação do interior do país.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia)

Relacionados

Comentar