Município de Macedo vai homenagear serviço e profissionais do INEM no próximo feriado municipal

Município de Macedo vai homenagear serviço e profissionais do INEM no próximo feriado municipal

As medalhas de mérito municipal grau ouro entregues pelo município de Macedo de Cavaleiros vão ser este ano dedicadas ao serviço e profissionais do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Além de homenagear as quatro vítimas que perderam a vida no acidente do helicóptero sediado em Macedo de Cavaleiros no passado dia 15, será também condecorado o médico Filipe Serralva e ainda o próprio INEM como instituição.

Uma forma de enaltecer um serviço que presta uma ação nobre para a população, como refere o presidente da câmara, Benjamim Rodrigues:

“Penso que deveríamos enaltecer o INEM e os elementos que desenvolvem uma atividade de ação nobre de ajuda ao próximo, neste caso, à população transmontana.

Independentemente do trágico acidente que aconteceu no dia 15, tínhamos já comunicado ao dr. Serralva que tinham intenção de o condecorar no próximo ano. No entanto, achamos por bem acrescentar os elementos que foram vítima do acidente. “

Filipe Serralva, natural de Penafiel, é médico do INEM em Macedo de Cavaleiros desde que o serviço iniciou na cidade, há oito anos e meio, e diz-se contente com esta homenagem:

“Fico muito contente e sei que, tal como eu, todos os elementos que trabalham no heli de Macedo de Cavaleiros também ficam, porque é um reconhecimento pelas pessoas e pelo serviço que fazemos. O nosso trabalho é dedicado e com muito espírito de missão.

Acho que é justo e fico muito contente.”

O médico, que desde há seis meses é também diretor do Serviço de Urgência de Guimarães, fez parte de várias missões de salvamento a serviço do heli do INEM de Macedo de Cavaleiros e foi ainda uma das vozes ativas na permanência do helicóptero na cidade.

Para ele, este é um serviço fundamental numa região de fracas acessibilidades:

“Sem dúvida.

O Nordeste Transmontano tem muitas dificuldades em termos de assistência à população. Basta referir que o Hospital de Bragança fica num dos extremos do distrito e a população dos concelhos mais longínquos, como Torre de Moncorvo, Sendim, Freixo de Espada à Cinta, Miranda do Douro, demoram, em alguns casos, uma hora e meia, ou mais, de ambulância para chegar.

As acessibilidades do Nordeste Transmontano são muito más e o helicóptero consegue ultrapassar essas dificuldades. É uma mais-valia e uma forma de aproximar as pessoas aos estabelecimentos de saúde, especialmente àqueles que têm unidades diferenciadas.

O helicóptero do INEM é uma maneira de se encurtarem espaços e garantir que não hajam portugueses de primeira e de segunda.”

Também o INEM se congratula com esta distinção, e numa nota enviada à Onda Livre referiu que “mais do que a homenagem ao INEM, que muito nos honra, associamo-nos à homenagem aos quatro profissionais que ao serviço do INEM e do país perderam as suas vidas. A Daniela, o Vega, o Luís e o João engrandeceram e dignificaram o trabalho do INEM e serão sempre, seguramente, referências para todos os profissionais que se dedicam à emergência médica.”

As medalhas de mérito vão ser entregues no dia 29 de junho, feriado municipal em Macedo de Cavaleiros.

Também a CIM Terras de Trás-os-Montes aprovou, por unanimidade, no passado dia 20, um voto de pesar pelo falecimento dos quatro profissionais que perderam a vida no acidente com o helicóptero do INEM sediado em Macedo de Cavaleiros, apresentando condolências à família, amigos e colegas das vítimas.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar