Hêrnani Dias quer que o poder central olhe para Bragança como uma grande cidade

Hêrnani Dias quer que o poder central olhe para Bragança como uma grande cidade

É esta a ideia deixada pelo presidente da câmara brigantina a par das comemorações dos 555 anos da capital de distrito transmontana. Hêrnani Dias assegura que falta cumprir várias reivindicações que têm sido feitas e considera que, à cidade, falta, acima de tudo, mais gente.

“Falta-nos que o poder central olhe para Bragança como a grande cidade que é e veja aquilo que nós temos vindo a reclamar no sentido de poderem virem a ser concretizadas algumas infraestruturas que ainda nos fazem falta, nomeadamente na parte rodoviária, e aqui falo da ligação a Espanha. Falta-nos também investimento para desenvolvermos o aeroporto regional e falta ainda aquilo que eu diria que é o bem mais precioso de qualquer território, que são as pessoas. 

Bragança tem dado provas de que tem uma história muito rica na qual muita gente já participou e queremos que continuem a participar.”

Na semana passada, o Governo anunciou algumas medidas para trazer mais gente para o interior e deverá aprovar, nas próximas semanas, um novo regime de fixação de funcionários públicos nestes territórios. Entre as medidas estão mais dias de férias e majoração nos salários para quem aceitar mudar-se. Apesar disso, Hêrnani Dias afirma que são medidas ineficazes.

“Desde há muito tempo que fizemos chegar ao Governo aquilo que nós entendíamos serem as medidas necessárias para poder ajudar a inverter esta tendência de saída das pessoas.

Eu acredito que as pessoas andem à procura de sítios para trabalhar e aquilo que foi anunciado são medidas absolutamente inócuas sobre as quais eu tenho um descrédito absoluto.”

As comemorações levaram à Praça da Sé centenas de pessoas tanto oriundas da cidade como quem a escolheu para fazer vida.

O aniversário da cidade é na quarta-feira e será apresentada uma publicação que resulta de uma investigação à história de Bragança. As comemorações já se iniciaram no sábado e, além das várias actividades, no centro histórico, todos os presentes foram convidados a cantar os parabéns à cidade.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia)

Relacionados

Comentar