Distrito de Bragança tem 21 doces apurados para a segunda fase das “7 Maravilhas Doces de Portugal”

Distrito de Bragança tem 21 doces apurados para a segunda fase das “7 Maravilhas Doces de Portugal”

Das 907 candidaturas, um painel de especialistas, constituído por 140 personalidades, apurou os 420 candidatos, que são distribuídos por sete categorias de doces. No distrito, o concelho de Bragança é o que tem o maior número de doces apurados No distrito de Bragança, tal como nos restantes 19 do continente e das ilhas estão apurados 21 doces, três em cada categoria. Bragança, com seis doces apurados, é o concelho com maior representatividade, seguindo-se Mirandela, Torre de Moncorvo, Alfândega da Fé, Vimioso e Vinhais, todos com 2 doces, enquanto Macedo de Cavaleiros, Mogadouro, Miranda do Douro, Freixo de Espada à Cinta e Carrazeda de Ansiães, estão representados com um doce, cada.

O único concelho sem qualquer doce selecionado é o de Vila Flor. Vamos então conhecer a lista dos 21 que estão a votação para a segunda fase da eleição das sete maravilhas doces de Portugal, três por cada uma das sete categorias.

Nos biscoitos e bolos secos, foram escolhidos os bolos económicos de Mirandela, a amêndoa coberta de Moncorvo IGP e os rochedos de Alfândega da Fé.

Na categoria de bolo de pastelaria, estão apurados os barquinhos de Alfândega da Fé, o pastel de amêndoa de Vimioso e o pastel de Santa Clara de Vinhais.

Na categoria de doces festivos, marcam presença a bola doce mirandesa de Bragança, os calços de Macedo de Cavaleiros e as rosquilhas de Mogadouro.

Nos doces de Inovação, estão apurados o folar de maçã de Carrazeda de Ansiães, o ouriço de castanha de Bragança e o pastel brigantino, igualmente da capital de distrito.

Nos doces do território, foram selecionados a bola doce mirandesa, de Miranda do Douro, os Canelões de Peredo dos Castelhanos de Torre de Moncorvo e os pastéis de amêndoa de Vimioso.

Já nos doces de fruta e mel, estão apurados o mel biológico do parque natural de Montesinho, o mel de Nobledo de Vinhais e a pasta de castanha de Bragança.

Finalmente, na categoria de doce de colher e doce à fatia, estão selecionados os milhos doces de Freixo de Espada à Cinta, o pudim azeitado de Mirandela e o pudim de castanha de Bragança.

Cada distrito do país, tem apurados 21 doces, três por cada categoria, o que perfaz os 420 candidatos, no total.

Segue-se a segunda fase de escolha do painel de especialistas que vai reduzir a 7 doces por distrito ou região autónoma, um em cada categoria, chegando à lista final de 140 doces que avançam para votação do público e que vão ser revelados a 7 de maio, num programa de televisão a emitir em direto pela RTP1.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Terra Quente)

Relacionados