Autarquia de Macedo reduziu 2,1 milhões de euros de dívida e conseguiu melhores taxas de execução em 2018

Autarquia de Macedo reduziu 2,1 milhões de euros de dívida e conseguiu melhores taxas de execução em 2018

Durante o ano de 2018, a autarquia de Macedo de Cavaleiros conseguiu reduzir 2,1 milhões de euros ao valor global da dívida do município, que assim desceu para cerca de 15 milhões.

Resultados que se devem a uma reorganização de tesouraria que permitiu reduzir despesas em todas as áreas, como explica o autarca, Benjamim Rodrigues:

“Teve que haver um grande esforço de gestão e esmagamento das despesas, assim como a preocupação de continuar a pagar aos fornecedores para não haver acumulação da dívida que ficou e que nós nos comprometemos a pagar, apesar de não ser como nós gostaríamos mas estamos a fazer esse esforço.

Tivemos de fazer uma redução em todas as áreas, como por exemplo no parque automóvel, gestão de frota, seguros, águas e reequacionamento do investimento nas freguesias.”

O autarca destaca ainda melhorias ao nível da execução da despesa, que se aproximou dos 85% em 2018, assim com melhoramentos nas execuções das receitas, do plano de atividades e plano plurianual de investimentos, todos estes a registar valores acima dos 90%.

Também a capacidade de endividamento aumentou, o que Benjamim Rodrigues realça que dá uma grande folga financeira para poder fazer investimento:

“Com estes resultados conseguimos aumentar a capacidade de endividamento do município que era muito baixa, na ordem dos 400 mil euros, que conseguimos aumentar para cerca de 1,6 milhões, o que nos permite fazer investimento anual na ordem dos 10 milhões com os fundos europeus. Caso contrário não o poderíamos fazer.

 Houve também uma gestão muito cuidada nesta área.”

Dentro dos investimentos, Benjamim Rodrigues destaca o concurso para a primeira fase da reabilitação do Bairro São Francisco de Assis, no valor de 1,5 milhões de euros, obras de pavimentação do centro da cidade, criação de infraestruturas de apoio à zona balnear do Azibo e instalação de um pólo da Universidade Sénior de Macedo na aldeia de Murçós.

Quanto ao prazo médio de pagamento a fornecedores, que segundo os últimos dados da Direção Geral das Autarquias Locais, relativos ao último trimestre de 2018, era de 120 dias em Macedo de Cavaleiros, o presidente afirma que, neste momento, já foi reduzido para os 60, e espera que em breve, consigam encurtar para um mês:

“Quando herdamos as contas do município, tínhamos um atraso no pagamento que chegava a ser de mais de um ano em algumas situações.

Conseguimos baixar esse prazo de pagamento a fornecedores, ainda tínhamos a média inflacionada por algumas dívidas que não estavam a ser saldadas por verificação de cumprimento e de cabimento, e neste momento penso que já estamos em condições de, a curto/médio prazo, baixar para números razoáveis de cerca de um mês ou pouco mais que isso.”

O Município de Macedo de Cavaleiros a apresentar melhores taxas de execução e a reduzir o total do valor da dívida da autarquia.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar