Pedro Mota Soares pronuncia-se sobre boicote das rádios da CIR às ações de campanha para as Europeias

Pedro Mota Soares pronuncia-se sobre boicote das rádios da CIR às ações de campanha para as Europeias

Pedro Mota Soares, deputado do CDS, numa deslocação à região, pronunciou-se relativamente ao protesto das rádios locais, que decidiram não dar cobertura às acções de campanha para as eleições europeias. O deputado relembrou a importância dos órgãos de comunicação social locais e entende que o Estado não está a cumprir as suas responsabilidades.

“Uma forma de mantermos as pessoas no interior é interessá-las pela sua via quotidiana, da sua terra, e isso faz-se através da imprensa regional e local, qualificada e capaz. No entanto, isso faz-se também com investimento do Estado, o que nos últimos tempos não tem sido atribuído a estas entidades e os apoios que existem estão a chegar muito tarde.

Nas eleições europeias, em que nós sabemos que a abstenção é muito elevada, é ainda mais importante poder atribuir direta ou indiretamente fundos a um conjunto de órgãos de comunicação social.

Os exemplos dos tempos de antena é uma boa forma de o Estado poder ajudar, pois são um meio de chegar diretamente às pessoas e com um grau de confiança e proximidade que outro tipo de comunicação não tem.”

As rádios que compõem a Cadeia de Informação Regional em Trás-os-Montes decidiram tornar público o seu descontentamento com o que dizem ser uma série de ataques à existência das rádios locais em Portugal. Em causa está a não atribuição dos direitos de antena para as eleições europeias, exigências por parte da indústria musical, com direitos de autor e conexos, que podem fazer colapsar financeiramente as rádios locais.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia)

Relacionados