DECO refere Macedo de Cavaleiros como o Município que mais água desperdiça

DECO refere Macedo de Cavaleiros como o Município que mais água desperdiça

Segundo a DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, e com base em dados da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR), Macedo de Cavaleiros é o Município que mais desperdiça água a nível nacional, num total de 624 litros de água perdidos por ramal e por dia, o que se traduz numa perda de 2,35 milhões de metros cúbicos por ano.

De acordo com Benjamim Rodrigues, autarca Macedense, estes valores referem-se a 2017, e entretanto foram criadas várias medidas para reverter esta situação:

“Os dados que foram utilizados pela DECO referem-se a 2017, ou seja, altura em que eu ainda não estava no lugar de Presidente de Câmara. Em 2018 melhoramos essas perdas, com várias medidas como piquetes de reparação de fugas, tivemos a iniciativa de fazer contagens e pagamentos de águas que não eram feitas. Neste momento, posso dizer que temos em curso estudos para reparação de redes degradadas, mas também para fazer instalação de medidas de caudal e ver onde temos as maiores perdas.”   

 

No mesmo comunicado da DECO, pode ler-se ainda que as maiores perdas são provocadas por “problemas ao nível do armazenamento, do transporte e na distribuição”, mas Benjamim Rodrigues vai mais longe e aponta roubos, desvios e não-cobranças, como problemas que contribuíram para esta situação:

“Por exemplo, posso falar de roubos, desvios, não-cobranças, não-contagens, todos esses problemas existiam no passado e nós estamos a resolvê-los. Os últimos valores que tinha estavam nos 67% de perdas, que nada têm as ver com os valores apresentados anteriormente, que eram superiores a 80%. A meta para este ano era baixar ainda aos 63%. Agora, queremos instalar novos contadores que contem o caudal e ver onde há mais perdas.” 

 

Depois de Macedo de Cavaleiros, surge Peso da Régua, com 520 litros perdidos por ramal e por dia, o que dá cerca de 1,24 milhões de metros cúbicos por ano.

Anualmente, o valor desperdiçado de água em Portugal, ronda os 180 milhões de euros, o que corresponde, segundo a DECO, a 197 piscinas olímpicas.

 

Escrito por ONDA LIVRE   

Relacionados