António Aires diz estar “cansado de tanta incompetência” no que toca à arbitragem

António Aires diz estar “cansado de tanta incompetência” no que toca à arbitragem

O Grupo Desportivo Macedense perdeu, ontem, frente aos Pioneiros de Bragança por 7-6. Os golos da equipa de Macedo de Cavaleiros foram apontados por Lameirão (11’, 33’), Alex (18’), Pisco (19’) e Ricardo Simão (22’, 24’), numa partida marcada por decisões polémicas por parte da arbitragem. O guarda-redes Luís Gomes foi expulso a cinco segundos do final do jogo, e António Aires, treinador da formação verde e amarela, diz-se cansado de ver falta de qualidade na arbitragem dos jogos:

“Este é o meu lamento e estou cansado. Todas as semanas faço mais de 400 km para que o futsal distrital esteja no topo. Preciso que as outras equipas, neste caso a arbitragem, sejam eles de Viseu, Braga, Porto, Vila Real ou Bragança, se esforcem e tenham qualidade. Hoje não demonstraram isso e prejudicaram o jogo. Fomos todos prejudicados, quer o Macedense quer os Pioneiros, parecia o Natal com tantos postais a serem distribuídos. Isso preocupa-me. Até tenho receio do que estou a dizer, porque pode ser utilizado para me penalizar.” 

 

O treinador realça, mais uma vez, que o objetivo do Macedense continua a ser a manutenção e diz mesmo que “não consegue pautar com esta incompetência” que tem prejudicado a sua equipa:

“O mesmo objetivo dos Pioneiros é o do Macedense, ou seja, a manutenção. Mas queremos consegui-la de forma tranquila e trabalhamos seriamente para isso. Estou cansado de tudo que anda à volta disto. Ganhar ou perder é uma contingência do jogo, mas não consigo pautar com esta incompetência.”

 

Do lado dos brigantinos, que não venciam há cinco jornadas, Ricardo Pires fala de uma partida com muita intensidade e mostra-se satisfeito com a vitória:

“Já sabíamos que ia ser um grande jogo. De um lado uma equipa que queria continuar a ganhar para se manter bem posicionada nos lugares cimeiros, e nós que precisamos de pontos para conseguir aquele que é o nosso objetivo principal. Sabíamos que ia ser difícil, e foi. Um jogo com grandes dificuldades até para a equipa de arbitragem que teve, em alguns momentos, dificuldade em tomar decisões, mas isso é propício de um jogo que teve muita intensidade. Desta vez caiu para o nosso lado e fiquei muito feliz por isso.” 

 

O Macedense segue em segundo lugar com 21 pontos e no próximo sábado regressa a casa para receber o Contacto.

 

Escrito por ONDA LIVRE 

Relacionados