António Aires abandona comando do Grupo Desportivo Macedense

António Aires abandona comando do Grupo Desportivo Macedense

Depois de quatro temporadas non-stop ao serviço da formação sénior masculina do GDM, o treinador anunciou na sua página de facebook o final da sua ligação com a equipa.

Decidido de que este é o caminho correto a seguir, aponta os motivos da sua opção:

“Eu desde o primeiro dia que entrei no Macedense que referi que o clube estaria sempre em primeiro lugar. Esta decisão é tomada nesse espírito, para que a equipa dê uma volta de forma a que dê continuidade ao que foi iniciado com o João Valdrez e que agora tem continuidade com o Carlos Pires, que é um projeto muito importante. O Macedense não pode parar e a equipa sénior continua a ser a referência. Algo tinha de ser feito porque não estávamos a conseguir fazer o pretendido. É preferível mudar-se uma peça, que neste caso seria eu, e tenho a certeza que as coisas vão melhorar.”

 

O treinador admite que esta decisão não estava nos seus planos mas não tem dúvidas de que o Macedense será uma referência no panorama desportivo transmontano:

“Sou sócio nº 77 e digo com todo o orgulho que me sinto macedense. Tenho tristeza de que isto termine assim. Confesso que não estava nos meus planos este caminho. Não duvido que o Grupo Desportivo Macedense vá ser, a nível desportivo, uma referência no futsal no Nordeste Transmontano. As bases estão lançadas.”

 

Contactado, João Carlos Pires, presidente do Grupo Desportivo Macedense, confessa que esta decisão foi recebida com surpresa:

“Esta decisão foi recebida com surpresa por parte da direção. Não estávamos a contar com esta posição do nosso mister. Tentei demovê-lo mas não foi possível e mostrou-se irredutível até ao fim. Só nos restou aceitar as justificações que ele nos deu.”  

 

Ainda durante o dia de hoje ou amanhã, será revelado o nome do novo treinador do Grupo Desportivo Macedense.

António Aires termina as suas declarações pedindo união a todos os adeptos e macedenses e referindo que “o meu coração será sempre verde e amarelo”.

 

Escrito por ONDA LIVRE  

Relacionados