Comissão Distrital de Protecção Civil de Bragança mantém preocupações com a chegada de estrangeiros

Comissão Distrital de Protecção Civil de Bragança mantém preocupações com a chegada de estrangeiros

A Comissão Distrital de Protecção Civil de Bragança continua preocupada com a chegada de pessoas vindas do estrangeiro através das fronteiras. A entidade pediu ao Ministério da Administração Interna a reavaliação do processo relativo à mobilidade e isolamento de emigrantes durante 14 dias, desde que chegam a país. Pede ainda que a norma seja aplicada também a cidadãos de outras zonas do país que cheguem à região, devendo estes ficar igualmente em confinamento por quarentena.

No mesmo comunicado, a comissão avançou que criou uma bolsa de voluntariado para quem queira disponibilizar-se para prestar apoio que seja necessário às instituições particulares de segurança social, isto face aos casos de isolamento por quarentena de trabalhadores das IPSS do distrito.

A comissão distrital de protecção civil pede ainda que a ministra da Saúde disponibilize a informação diária e por concelhos do distrito de Bragança, dado que a os dados revelados no relatório da situação emitido pela DGS, em particular na terça e quarta-feira, se encontrava desfasada no tempo, não apresentando os números reais.

 

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia) 

Relacionados

Comentar