Primeiro caso confirmado de covid-19 em Carrazeda de Ansiães

Primeiro caso confirmado de covid-19 em Carrazeda de Ansiães
Atualizada a 27/03 às 09:47

Testou positivo ao novo coronavírus a mulher de cerca de 60 anos, de Carrazeda de Ansiães, que, tinha dado entrada, ontem, no hospital de Mirandela e posteriormente transferida para o hospital de Bragança, com sintomas que indiciavam poder tratar-se de mais um caso de Covid-19, no distrito.
Ao que apuramos, esta professora aposentada estava a cumprir quarentena, após uma viagem de cruzeiro ao Dubai e terá sofrido um agravamento dos sintomas, nos últimos dias.
Por indicação do SNS 24 foi transportada, pela ambulância SIV do INEM, ao hospital de Mirandela, onde já necessitou de ser ventilada. Devido à gravidade de quadro clínico foi decidido transportar a mulher para o hospital de Bragança. O resultado do teste à Covid-19 foi conhecido esta quinta-feira e, ao que conseguimos apurar, deu positivo.
Sendo assim, também o concelho de Carrazeda de Ansiães passa a constar da lista dos casos confirmados, o que só já não acontece em Vila Flor, Mogadouro, Miranda do Douro e Vinhais.

Foi igualmente confirmado mais uma pessoa infetada pela pandemia Covid- 19. Uma paciente da Unidade de Cuidados Continuados de Bragança, natural do concelho de Macedo de Cavaleiros.
A unidade de cuidados continuados está em isolamento e vão ser testados as pessoas que tiveram contacto com a doente.
Surgiram ainda mais dois casos: um em Mirandela, outro em Bragança, de uma profissional de saúde.
São 38 os casos confirmados de covid-19 no distrito de Bragança, apesar de nem todos estarem na região.
Bragança tem 23 casos confirmados, segue-se Mirandela, com seis. Macedo de Cavaleiros tem quatro casos confirmados (dois em Lagoa e dois em Talhas). Torre de Moncorvo, ao contrário do que tinha sido referido, tem apenas um caso confirmado e não dois, tal como Vimioso, Freixo de Espada à Cinta,
Carrazeda de Ansiães e ainda Alfândega da Fé, com o caso de um homem que mora no Porto, mas que as autoridades de saúde do distrito validam como sendo um caso daquele concelho.

 

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Terra Quente)

Relacionados

Comentar