GNR está a desenvolver ações junto da população acerca de medidas a adotar na fase de desconfinamento

GNR está a desenvolver ações junto da população acerca de medidas a adotar na fase de desconfinamento

A GNR, através das especialidades de Trânsito, Secção de Programas Comunitários e Núcleo de Proteção Ambiental passou por Macedo de Cavaleiros com ações de sensibilização e fiscalização nos serviços de transporte escolar e coletivo, bem como em espaços comerciais.

Intervenções que estão a ser feitas por todo o distrito brigantino, e sobre as quais João Sousa, Comandante de Destacamento de Trânsito de Bragança, explica mais: 

“Procuramos fiscalizar o transporte em si mas também os passageiros, para perceber se estão a cumprir todos os requisitos, nomeadamente a nível de lotação de autocarro e utilização dos equipamentos de proteção individual e higienização do veículo.

Queremos também transmitir conselhos sobre o que é a boa gestão dos resíduos, provocados pela utilização de máscara e luvas. 

Estivemos ainda juntos dos autocarros que fazem as ligações entre as várias cidades da zona Norte e táxis. Junto de estabelecimentos comerciais, estivemos a aconselhar e fiscalizar.”

 

Segundo João Sousa, as pessoas têm demonstrado estar bem informadas nas regras a cumprir durante a fase de desconfinamento:

“As pessoas estão sensibilizadas para este problema. O que estamos a procurar fazer é que à medida que os estabelecimentos e transportes começam a funcionar, tentemos acompanhar, tirar dúvidas e perceber se as pessoas têm noção das atitudes a tomar.”

 

Catarina Carvalho, funcionária de uma sapataria, considera que estas iniciativas são de extrema importância:

“Acho que é importante para que as pessoas tenham consciência da situação que  estamos a viver. No geral, acho que a população está a cumprir as normas. 

Falámos sobre os cuidados a ter e quais as medidas que estamos a adotar no atendimento ao cliente.”

 

Proprietária de um mini-mercado, Judite Vila Franca confessa os receios que esta pandemia lhe trouxe mas afirma que cumpre à risca todas as normas de higienização:

“Agora já estou mais habituada mas nos primeiros tempos foi complicado, comecei a ficar transtornada. E a máscara fazia-me muita confusão. É complicado dizer aos meus clientes que não mexam nos produtos, mas penso que eles entendem.

Acho que estas ações da GNR são muito importantes.” 

 

Uma ação que contou com o envolvimento de 10 militares do Comando Territorial de Bragança.

 

Escrito por ONDA LIVRE 

98308987_683912699065403_6499460776519008256_n98319586_866897040463245_2709462809963397120_n

Relacionados

Comentar