Autópsia confirma que homem encontrado a boiar no Rio Tua morreu de afogamento

Autópsia confirma que homem encontrado a boiar no Rio Tua morreu de afogamento

Estão desfeitas as dúvidas que existiam em redor da morte de Pedro João Simões, o homem de 43 anos que foi encontrado sem vida, a boiar no rio Tua, junto à ponte Engenheiro Machado Vaz, ao final da tarde da passada segunda-feira.

Ao que apuramos, o resultado da autópsia, realizada esta quinta-feira, indica que a causa da morte foi mesmo afogamento.

A vítima tinha estado nessa manhã no serviço de urgência do Hospital local, devido a uma indisposição momentânea e teve alta a meio da manhã, após a realização de exames complementares de diagnóstico que não detetaram qualquer problema de saúde.

As autoridades avançaram que não eram conhecidas as causas da morte, dado que o corpo foi visto a boiar por dois jovens que se lançaram à água e conseguiram resgatá-lo para a margem, próximo do local onde estava a roupa da vítima e o telemóvel.

Para o local foram acionados os bombeiros voluntários de Mirandela e a SIV (Suporte Imediato de Vida) do INEM. Pedro Simões estava em paragem cardiorrespiratória, ainda foram efetuadas várias manobras de reanimação mas já não foi possível reverter a situação.

A vítima ainda foi transportada ao hospital da cidade, mas foi declarado o óbito pouco minutos depois.

INFORMAÇÃO CIR (Terra Quente FM)

Relacionados

Comentar