Matadouro de Vinhais destina dois dias do mês à matança do porco para evitar ajuntamentos

Matadouro de Vinhais destina dois dias do mês à matança do porco para evitar ajuntamentos

Nos meses de Dezembro e Janeiro, a câmara de Vinhais, em parceria com o matadouro municipal, vai assegurar metade do pagamento do abate de porcos. A autarquia pretende assim que a matança do porco seja feita em segurança e, por isso, todas as quintas-feiras dos próximos dois meses serão destinadas a este serviço.

Segundo explicou o autarca, a câmara vai assegurar o transporte dos animais, às quartas-feiras e, após o abate, será feita a respectiva entrega:

“As matanças são sempre uma altura de festa e convívio. Infelizmente agora não pode ser. Além disso é uma fonte de rendimento e sustento. Não vamos deixar que a matança não aconteça e, por isso, vamos criar um dia especifico para abate no matadouro. A câmara assegura o transporte e, depois, o matadouro entrega o animal. As pessoas não pagam nada pelo transporte e pagam apenas metade pelo abate.”

Luís Fernandes relembra que a matança do porco é um dos momentos mais marcantes ao nível do convívio social e familiar no concelho de Vinhais. Este ano, devido à pandemia, não é possível nem desejável que a tradição se realize nos mesmos moldes. Assim, a ideia é proteger a saúde de todos:

“Sabemos que é uma época propícia a ajuntamentos, porque há hábitos enraizados na nossa população. Queremos proteger a saúde de todos e ajudar as pessoas. Vamos fazer o abate às quintas-feiras para o animal ser entregue no dia seguinte pois pensamos que o fim-de-semana é a melhor altura para as pessoas terem disponibilidade de fazer o fumeiro.”

Para já ainda não se sabe quanto a câmara irá gastar com esta medida.

Os interessados terão que fazer a marcação na câmara municipal, através de contacto telefónico, até à segunda-feira anterior ao dia pretendido para o abate.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia) 

Relacionados