Contrato de concessão das minas de Torre de Moncorvo não será assinado esta semana

 

Afinal o contrato de concessão experimental das minas de ferro de Torre de Moncorvo, em Trás-os-Montes, já não deverá ser assinado esta semana como tinha sido adiantado pelo jornal Público.

Ainda assim, o acordo entre o Governo português e a empresa anglo-australiana Rio Tinto deverá ser firmado até ao final deste mês, eventualmente durante a primeira quinzena de Julho.  Fonte conhecedora do processo adianta que o contrato tem garantidas contrapartidas para o concelho onde se situa uma das maiores jazidas de ferro da Europa.

O contrato poderá culminar num investimento de mil milhões de euros, embora o grosso desta fortuna só deva ser aplicado após a concessão definitiva da exploração. Durante a próxima meia dúzia de anos, a multinacional vai fazer o estudo da jazida para apurar se tal investimento se justifica, tanto mais que ainda vai ser necessário criar canais para levar o minério para os portos no litoral.

O transporte fluvial pelo rio Douro e a construção de um mineroduto são soluções possíveis, mas para a fase experimental deverá ser aproveitada a linha ferroviária do Douro.

 

Escrito por Ansiães (CIR)