Geoparque Terras de Cavaleiros com sede no Centro Cultural

 

Está inaugurada a sede do Geoparque Terras de Cavaleiros.

Uma estrutura que pretende ser uma janela de proximidade para com a população no sentido de promover um projeto que visa a valorização e projeção nacional e internacional do concelho de Macedo de Cavaleiros.

A sede foi inaugurada, este sábado, no Centro Cultural.

O Presidente da Câmara Municipal, Beraldino Pinto sustenta que este espaço físico visa melhorar as condições de divulgação e sensibilização sobre o conceito de Geoparque.

microfone

“Estas novas instalações da sede do Geoparque são muito importantes, na medida em que criam condições para os visitantes serem aqui acolhidos, para fazer ações de promoção, divulgação do Geoparque mas também temáticas com as escolas, com grupos. Aqui é mais fácil, está ao lado do local do trabalho dos técnicos, a qualquer hora, em qualquer circunstância, é mais cómodo. Está numa zona com bons acessos, está perto das escolas, a interação fica facilitada”, enfatiza o edil.

“Este local é muito bom, com estas condições o Geoparque entra numa fase de maior visibilidade, na medida em que as condições físicas o proporcionam, e a equipa técnica é beneficiada com isso”, assegura Beraldino Pinto.

A candidatura do Geoparque Terras de Cavaleiros à UNESCO para vir a integrar a Rede Europeia e Mundial será submetida em Setembro em Lisboa.

Confiante na sua aceitação, Beraldino Pinto não tem dúvidas que o selo da UNESCO será um valor acrescentado para os agentes sociais e económicos do concelho.

microfone

“Agora, com a candidatura a ser reconhecida pela Rede Europeia de Geoparques, pode ser associada essa distinção e pode-se usar o selo da UNESCO nos seus materiais, nas suas atividades. Os agentes económicos e sociais que estão no território também a poderão usar esse selo, se forem parceiros, o que é fácil, basta corresponder a estes princípios de estar no território e servir as populações”, explica.

“Os agentes económicos sejam de hotelaria, restauração, produtores agrícolas, podem usar o logótipo do Geoparque desde que correspondam a estes princípios e no momento do reconhecimento podem passar a usar os símbolos da UNESCO, que é uma distinção extraordinária para cada um individualmente e para o território coletivo. Desta forma, acrescenta valor e mais uma vez faz aumentar o rendimento das pessoas, das famílias e cria emprego”, sustenta.

A inauguração da Sede do Geoparque Terras de Cavaleiros contou com a presença do Secretário de Estado do Ambiente e Ordenamento do Território.

Paulo Lemos frisou que este projeto é um fator diferenciador de competitividade e investimento para o território macedense.

microfone

“Numa zona em que os concelhos têm, mais o menos, a mesma oferta, este concelho têm a possibilidade de oferecer um Geoparque. É uma coisa que não existe, só há quatro em Portugal, é um fator de diferenciação em relação ao resto do País mas também a nível internacional. Cada vez mais os turistas que nos visitam procuram sítios com algum tipo de diferenciação. Em termos de competição de turismo habitual que tínhamos, sol e praia, sobretudo no norte não temos as vantagens que outros países ao sul da Europa têm mas temos um grande património cultural, natural, biodiversidade que os outros não têm”, realça o parlamentar.

Paulo Lemos salienta ainda as vantagens da política de sustentabilidade que o projeto Geoparque acarreta ao nível da resiliência e potencialização económica.

microfone

“A sustentabilidade é cada vez mais importante nos concelhos, nas zonas urbanas, porque por um lado resolve problemas de saúde e de qualidade de vida aos cidadão mas também é um fator de potenciação do seu crescimento económico. Quanto mais uma autarquia apostar nos seus próprios valores naturais, nos seus recursos, na avaliação dos seus recursos, mais resiliente é em relação a situações de crise e por isso mais possibilidades têm que o seu crescimento económico aguente o impacto de determinadas crises que vêm de fora e que não tem muito a ver com o que se passa no próprio País ou na própria região”, sublinha o Secretário de Estado.

À margem da inauguração houve ainda espaço para uma visita à exposição “Geoparques de Portugal” criada no âmbito do Fórum Português de Geoparques e que estará patente no Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros até 9 de junho.

A Semana Europeia de Geoparques assinala-se de 24 de maio a 9 de junho em toda a Rede Europeia de Geoparques  e o Geoparque Terras de Cavaleiros  associa-se a esta iniciativa que promove a biodiversidade, o património geológico, a geoconservação, a economia e a preservação ambiental no território.

Escrito por Onda Livre 

Foto0771 sec estado


Foto0761 Foto0762 Foto0765 Foto0766 Foto0767 Foto0768

Escrito por Onda Livre