Américo Pereira acusa Ministério da Agricultura de falta de ação sobre a vespa da galha

O Presidente da Câmara Municipal de Vinhais acusa o Ministério da Agricultura de não estar a lidar da melhor forma com o problema da praga da vespa do castanheiro. Américo Pereira afirma que a autarquia a que preside avançou com uma operação para detectar focos de infecção, com receio de que as medidas a tomar pela Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte não fosse apropriada ou surgisse tardiamente.

 reduzido 3

Contactado, Manuel Cardoso, director Regional de Agricultura e Pescas do Norte garantiu que todas as informações são prestadas pelo organismo do Ministério da Agricultura, quando solicitadas.

Confrontado com as declarações do autarca de Vinhais, Manuel Cardoso não quis, no entanto, tecer qualquer comentário.

O Município de Vinhais implementou, a 4 de Maio, em conjunto com a Associação Arborea, as Juntas de Freguesia e os produtores, uma operação de detecção da vespa da galha do castanheiro.

Os autos de vistoria realizados nos soutos do concelho revelam que foram detectadas e eliminadas cerca de 600 galhas infetadas, na maioria em plantas importadas. Resultados que Américo Pereira considera preocupantes.

reduzido 3

O plano delineado pela autarquia irá agora ser prosseguido para uma segunda fase, em que os soutos com focos de infecção ficarão em quarentena.

 reduzido 3

Medidas para tentar evitar perdas num sector que representa um volume de negócios de cerca de 30 milhões de euros por ano, apenas no concelho de Vinhais.

 

Informação CIR (Rádio Brigantia)