Condenados 10 suspeitos de assaltos em Bragança

Foram condenados os 10 jovens suspeitos de vários assaltos a residências e estabelecimentos comerciais em Bragança, num total de cerca de 150 mil euros de prejuízos.

A sentença foi lida ontem, ao final da tarde, com uma hora e meia de atraso, depois de ter sido adiada três vezes nos últimos meses, e ditou prisão efectiva para cinco dos arguidos e prisão com pena suspensa para outros cinco.

As penas variam entre os 2 e os 8 anos.

Os advogados podem recorrer da decisão do tribunal a partir de amanhã, altura em que o processo ficará disponível para consulta.

Um dos arguidos, natural de Mirandela encontra-se a cumprir uma pena de prisão, relativa a outro processo.

Os restantes, são na sua maioria naturais de Bragança e de freguesias do concelho, sendo um do concelho de Mogadouro e outro do concelho de Miranda do Douro e mantêm-se em liberdade, uma vez que o juiz não decretou qualquer medida de coacção, além das apresentações periódicas às autoridades, a que já estavam sujeitos, no âmbito do processo.

O juiz não decretou qualquer medida de coacção, além das apresentações periódicas às autoridades, a que já estavam sujeitos, no âmbito do processo, mantendo-se em liberdade.

Na aplicação das penas, o tribunal teve em conta as penas as idades dos arguidos, o facto de os assaltos terem quase todos ocorrido em casas e o alarme social que lançaram em Bragança.

Segundo a acusação, o grupo de três mulheres e sete homens, que mantinham relações amorosas ou de amizade, agia em conjunto e com conhecimento da rotina das vítimas.

Os suspeitos, com idades entre os 20 e os 36 anos, respondem pelo crime de furto qualificado. Os assaltos terão ocorrido entre 2012 e 2013. Os suspeitos terão assaltado várias residências, alguns cofres, um restaurante e uma casa de mobílias.

Alguns dos arguidos estão envolvidos noutros processos por suspeita da prática do mesmo tipo de crime.

Informação CIR (Rádio Brigantia)