Médicos de Chaves suspeitos de homicídio por negligência

Dois médicos do Hospital de Chaves foram constituídos arguidos pelo Ministério Publico e acusados de homicídio por negligência pela morte de uma criança de 13 anos.

O caso remonta a 2010, quando a vítima se deslocou aos serviços de urgência do Hospital de Chaves com queixas de dores de barriga generalizadas e vómitos frequentes.

De acordo com a acusação da instância de Chaves do Ministério Publico, os profissionais de saúde desvalorizaram os sintomas, não tendo aprofundado os estudos com exames de diagnóstico complementares.

A vítima viria a falecer dois dias após ter recorrido ao hospital, com perfuração do duodeno devido a uma úlcera duodenal.

Informação CIR (UFM)