Mais 800 cirurgias para acabar com listas de espera na ULS

A Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste vai realizar, até ao final
do ano, mais 800 cirurgias do que as previstas.
O objectivo é acabar com as listas de espera nas especialidades de
oftalmologia e ortopedia.
Para cumprir essa meta, o Governo atribuiu à unidade local de saúde
uma verba suplementar de cerca de um milhão de euros, ao abrigo do
Plano de Intervenção em Cirurgia do Ministério da Saúde.
António Marçôa, presidente do conselho de administração da ULS do
Nordeste, explica que estas são as duas especialidades em que há um
maior número de doentes à espera no distrito:
icon 2_reduzido

A ULS do Nordeste que serve cerca de 130 mil utentes do distrito de
Bragança prevê realizar até ao final do ano mais 700 operações às
cataratas, 20 à hérnia discal e 80 artroplastias da anca.

icon 2_reduzido

Estas cirurgias serão realizadas nas unidades hospitalares de Macedo
de Cavaleiros e Mirandela, fora do horário normal de funcionamento das
operações programadas, pelas equipas de clínicos da ULS compostas por
12 ortopedistas e 4 oftalmologistas.

icon 2_reduzido

A ULS do Nordeste pretende assim reforçar o desempenho no acesso à
cirurgia. Actualmente há 2,9% dos doentes em espera com tempo superior
ao máximo de resposta garantida na área de abrangência da Unidae Local
de Saúde.
A média da ARS Norte é de 7,6%, e a nível nacional regista-se uma
percentagem de 12,1% de listas de espera.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia)