Falta de água em Bragança obrigou à ativação antecipada do plano de abastecimento

A falta de água está a preocupar e a afectar várias aldeias no
concelho de Bragança.
A seca severa que este ano atinge a região fez com que o plano de
abastecimento de água fosse activado este ano mais cedo. Normalmente,
o abastecimento através de cisternas dos bombeiros começava em Agosto,
mas este ano já em Junho tinham de ser estes camiões a levar água às
populações. E são já dezassete as aldeias do concelho de Bragança
abastecidas pelas duas corporações de bombeiros.
Baçal está entre as mais preocupantes, com abastecimentos praticamente diários.
Celina Lopes tem um café nesta aldeia e diz que o assunto é o mais
comentado no estabelecimento:
icon 2_reduzido
E mesmo com o abastecimento dos bombeiros, a população vê-se obrigada
a recorrer a outros recursos:
icon 2_reduzido

Carlos Martins, o segundo comandante dos bombeiros voluntários de
Bragança, adianta que a situação se agravou este ano e que o
abastecimento está a ser feito pela primeira vez em algumas aldeias.
icon 2_reduzido
Os bombeiros de Bragança utilizam 4 autotanques para abastecer 14
aldeias de água, outras três são abastecidas pelos voluntários de
Izeda.
De acordo com o Município, se não chover, as reservas de água são
suficientes para apenas 80 dias e estão a ser pensadas novas medidas
para evitar que a situação se agrave.

 

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia)