Vítimas de tiroteio em Sesimbra tinham origens transmontanas

Tinham origens transmontanas as três vítimas do tiroteio que aconteceu no sábado na Quinta do Conde, Sesimbra.
O agente da PSP, de 52 anos, que foi alvo do ataque do vizinho, e morreu tal como o filho de 23, era natural de Serapicos, concelho de Bragança.
Já o militar da GNR, de 24 anos, que fazia parte da primeira patrulha que interveio no local do crime e foi também atingido mortalmente tinha ascendência em Espinhoso, Vinhais.
Um conflito de vizinhos, por causa de um cão, terá estado na origem da tragédia. O suspeito tem 77 anos, e foi detido pela GNR.

Informação CIR (Rádio Brigantia)