Escuteiros de Leiria vieram fazer a diferença em Trás-os-Montes

Fazer a diferença e servir quem mais precisa – o lema de 6 jovens escuteiros, que vieram de Leiria até Trás-os-Montes durante três dias.

Este é o projeto Rafiki, que esteve em vários concelhos do distrito de Bragança. Junto dos mais idosos, ajudaram na limpeza das casas, fizeram companhia, e proporcionaram um dia diferente do habitual.

Daniela Casimiro, uma das integrantes do projeto, diz que encontraram muita solidão na região. Conta ainda o porquê de escolher o distrito para começar esta iniciativa.

reduzido 3

No concelho de Macedo de Cavaleiros, visitaram 4 casas. São situações já sinalizadas pelo município, como o caso de João Pires. Mora sozinho desde 2010, e sente, principalmente, falta de companhia.

reduzido 3

Também Armando Tardego é o chefe do Agrupamento de Escuteiros de Macedo de Cavaleiros, e acompanhou os jovens. Diz que se sente pleno enquanto escuteiro ao participar nesta iniciativa, e até já está a mobilizar esforços para replicar o projeto no concelho.

reduzido 3

A Câmara Municipal deu todo o apoio necessário para que os jovens escuteiros pudessem vir ao concelho pôr em prática o projeto Rafiki. José Luís Afonso, vereador da Ação Social, afirma que é uma mais-valia para atenuar algumas situações problemáticas.

reduzido 3

Dias diferentes, casas com um aspeto diferente e uma companhia diferente, para quem tem uma vida recheada de coisas sempre iguais.

Escrito por ONDA LIVRE