Deputados do PSD pedem intervenção do governo para acabar com os mal-entendidos sobre alheiras transmontanas

Os deputados do PSD eleitos pelo círculo eleitoral de Bragança, Adão Silva e Maria José Moreno, enviam hoje uma carta dirigida aos ministros da Economia, Saúde e Agricultura em que exigem que os ministérios atuem rapidamente em relação aos casos de botulismo associados à marca comercial “Origem Transmontana”, sediada em Bragança.

À Onda Livre, Adão Silva revelou, em primeira mão, na passagem pelo concelho macedense em campanha, que estão preocupados com a imagem errada que tem passados nos últimos dias sobre os produtos da região, e que o “justo está a pagar pelo pecador”.

reduzido 3

Adão Silva lembra que o fumeiro regional é um dos motores da economia transmontana, e que por isso é preciso que se defina onde está o problema, para que não se torne “uma bola de neve”.

reduzido 3

Declarações de Adão Silva, a revelar a preocupação dos deputados do PSD sobre o problema causado pela associação dos 3 casos de botulismo alimentar a alheiras da marca comercial “Origem Transmontana”, e a pedir a rápida intervenção do governo.

Entretanto, as entidades gestoras da Alheira de Mirandela e do Fumeiro de Vinhais, ambos com Indicação Geográfica Protegida, e outros produtores de fumeiro de Mirandela, emitiram durante o dia de ontem vários comunicados, nos quais se desvinculam da marca “Origem Transmontana”

Escrito por ONDA LIVRE