ULS Nordeste com bons indicadores na avaliação anual da ERS

Novamente, a ULS Nordeste volta a sair-se bem na avaliação anual feita pela Entidade Reguladora da Saúde (ERS), inserido no Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS), que avalia o desempenho dos hospitais do setor público, privado e social.

Nos dados referentes a 2015, a Unidade Hospital de Macedo de Cavaleiros volta a estar em destaque, com várias valências distinguidas. Classificação máxima, correspondente ao nível III de Excelência Clínica, nas áreas de Neurologia (Acidente Vascular Cerebral), Ortopedia (Artroplastias totais da anca e do joelho) e Cuidados Transversais (Tromboembolismo Venoso no Internamento), esta avaliada pela primeira vez pela ERS.

António Marçôa, presidente do conselho de administração da ULS Nordeste, explica mais sobre estas classificações.

reduzido 3

“Toda a ULS Nordeste, quer na adequação e conforto das instalações, na segurança e satisfação do doente, está avaliada com condições de excelência.

Já na Excelência Clínica, os serviços ou têm ou não têm. E os nossos têm todos, numa classificação que vai entre I e III estrelas. As nossas classificações de nível III recaíram todas em Macedo de Cavaleiros, que nos apraz registar.

Já no ano passado obtivemos esta mesma classificação em Macedo de Cavaleiros, nomeadamente na Ortopedia e no AVC. Este ano, foi incluído o indicador, na profilaxia do Tromboembolismo Venoso, que é também, em que obtivemos, também em Macedo de Cavaleiros, as três estrelas de excelência.”

Distinções também na Unidade Hospitalar de Bragança, nas áreas de Cardiologia, Cuidados Intensivos, Obstetrícia, Ortopedia, Pediatria, Cirurgia Geral e Cuidados Transversais, classificadas com o nível II. Distinção semelhante área de Cirurgia Geral da Unidade Hospitalar de Mirandela.

Boas notícias para aquela que é considera, a par da ULS de Matosinhos e do Alto Minho, uma das três melhores do país.

reduzido 3

“Em Bragança também subimos bastante. Em Mirandela, mantivemos.

Para nós é motivo de grata satisfação. Já ficávamos satisfeitos se conseguíssemos o grau de excelência em todas as áreas, o que se veio a comprovar. Melhor ainda é conseguir obter classificações máximas de Excelência Clínica. É uma dupla satisfação, que coroa o trabalho que os profissionais têm vindo a desenvolver, e que fez com que fôssemos reconhecidas como uma das três melhores ULS a nível nacional.”

Ainda sobre as classificações de excelência, cabe enumerar as áreas de Ginecologia e Neurologia, no Hospital de Bragança, as áreas de Cardiologia, Cirurgia de Ambulatório, Neurologia e Cuidados Transversais, no Hospital de Mirandela, e a área de Cirurgia de Ambulatório no Hospital de Macedo de Cavaleiros, que obtiveram o nível I.

Foram avaliadas, voluntariamente, 161 entidades que prestam cuidados de saúde de natureza hospitalar.

 A ULS Nordeste conseguiu ainda classificação de nível II no que diz respeito à Segurança do Doente e Adequação e Conforto das Instalações.

António Marçôa diz também que estás distinções trazem mais “preocupação”, pois agora o “trabalho será duplicado e a responsabilidade acrescida”, para manter os níveis de exigência, mas também uma “motivação acrescida”.

Escrito por ONDA LIVRE

One thought on “ULS Nordeste com bons indicadores na avaliação anual da ERS

Comments are closed.