Júlia Rodrigues é a escolhida do PS para autárquicas por Mirandela

Júlia Rodrigues é a candidata eleita pelo PS para concorrer à Câmara de Mirandela.

A confirmação foi feita este sábado, por Carlos Guerra, presidente da Distrital do partido, à margem da Convenção política decorrida em Macedo de Cavaleiros.

A veterinária natural de Mirandela, agora com 44 anos, foi candidata em 2009, mas não venceu. Em 2013, foi substituída por José Manuel Morais. Agora, abre-se uma nova porta e a atual deputada quer agarrar esta possibilidade.

reduzido 3

“Em 2013, a minha vida pessoal não foi compatível com uma candidatura autárquica, o que me impossibilitou de participar nas eleições, o que para mim foi um enorme desgosto.

Na política, as portas vão-se abrindo em ciclos, e julgo que devo dar essa oportunidade a mim própria, para conseguir fazer mais, melhor e diferente, com uma gestão diferente da política local.”

Júlia Rodrigues deixa já definido o que gostaria de mudar na gestão do município.

reduzido 3

“Considero que a gestão deve ser sobretudo voltada para as pessoas, nas questões sociais. Que esteja muito centrada nas questões agrícolas, e, com a minha sensibilidade para essa área (Júlia Rodrigues foi Diretora Regional Adjunta da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte entre 2007 e 2009, e atualmente integra a Comissão da Agricultura e do Mar), considero que posso desempenhar um bom trabalho.

Eu considero que as pessoas que estão a gerir o município estão a fazer o melhor possível. Mas, para mim, o melhor possível apresentado não é, certamente, o melhor para Mirandela.

Por isso, depois de ciclos de investimento do doutor José Gama, em que o concelho teve protagonismo na região, e até mesmo com o doutor José Silvano isso aconteceu. Agora, temos uma cidade de Mirandela com problemas estruturais graves, com falta de inovação. Mirandela foi sempre um centro no distrito e na região transmontana. Estamos em primeiro no eixo da A4, e temos que ser um ponto de paragem turístico obrigatório de excelência.”

Outro nome confirmado oficialmente foi o de Benjamim Rodrigues, que se candidata a Macedo de Cavaleiros, que substitui o nome de Rui Vaz na escolha da Concelhia. A confirmação oficial surgiu este sábado por Pedro Mascarenhas, líder da Concelhia de Macedo de Cavaleiros. Carlos Guerra, presidente da Federação do PS de Bragança, também confirmou estes nomes, assim como do proponente de Vinhais, Luís Fernandes, atual vice-presidente. Quanto aos restantes concelhos, ainda estão a ser avaliados.

reduzido 3

Pedro Mascarenhas: O candidato já toda a gente sabe que é o doutro Benjamim Rodrigues. Foi uma opção da Comissão Política. Foi-se endereçado um convite nesse sentido, e o desafio foi aceite. Irá ser candidato à Câmara pelo partido socialista com todo o gosto e com todo o empenho.

Carlos Guerra: Para Bragança ainda não temos candidato. Ainda não está definido. Mas, nos outros concelhos há pessoas que estão a ser avaliadas no seu potencial como candidatos. E a seu tempo, serão anunciados.

Dos 12 concelhos do distrito, só 5 são liderados por autarcas do PS – Vinhais, Alfândega da Fé, Mogadouro, Vila Flor e Miranda do Douro. Destes, só Américo Pereira, no limite dos mandatos permitidos por lei, não se recandidata. De resto, quase certo que Berta Nunes, Francisco Guimarães, Fernando Barros e Artur Nunes são novamente os eleitos pelo partido.

Escrito por ONDA LIVRE