Soluções para falha de água da rede pública para breve

As queixas sobre a falta de água em Macedo de Cavaleiros têm-se avolumado. Depois da notícia que dizia respeito ao Bairro de São Francisco, outros munícipes alertaram para o mesmo problema.

Zonas da cidade como o Mercado e o Padrão têm sofrido com este problema. João Dias, morador da rua do Mercado, relata que no domingo passado e ontem a situação se prolongou por 12 horas, e garante ter ouvido dos vizinhos queixas semelhantes.

icon 2_reduzido

“Ontem das 12 horas à meia-noite não houve água. E hoje, agora às 14h, também já não havia água nenhuma.

Queria saber o que se passa, se há água ou não há. Aqui o vizinho do restaurante penso que  já questionou a câmara mas não sei que resposta lhe deram.”

Duarte Moreno, presidente da Câmara Municipal, volta a esclarecer os munícipes. Pede um pouco mais de paciência, porque até ao final da semana deve haver novidades.

icon 2_reduzido

“Ainda não tenho novidade nenhuma, sabemos que recebemos muita água mas está a perder-se. Ainda não detetamos aonde são as fugas mas queremos que até ao final desta próxima semana consigamos resolver a questão.

Peço à população um pouco mais de paciência mas, de facto, a situação está a ser incomodativa para nós e para todas as pessoas.

Esperamos resolver a situação o mais rápido possível para que as pessoas tenham água na torneira a qualquer hora, esse é o nosso papel.”

 

Já Rui Vaz, vereador do PS, apela à população para que haja um consumo cuidado da água da rede pública.

icon 2_reduzido

“Para além de uma entrevista que o senhor presidente deu onde dizia que a câmara, de facto, está preocupada e que existem problemas com a distribuição de água, assumam, de uma vez por todas, que a culpa é do município, o problema está na distribuição da rede em baixa e é preciso apelar à população para que haja algum cuidado com o consumo de água para que aqueles que não a têm, neste momento, a possam ter.

Quem tem água neste momento em Macedo deve ter o cuidado de ter um consumo regrado e, neste período crítico que se está a passar, a câmara tem de pôr na rua um comunicado à população no sentido de que tem de haver cuidado para o consumo de água. Caso contrário poderemos ficar numa situação de racionamento de água, situação essa extremamente delicada e que irá prejudicar a todos.

 

O problema poderá estar na rede de água em baixa, com fugas que permanecem por detetar. O aumento de pessoas no concelho neste época do ano é um dos fatores que está a condicionar a reposição de água nos depósitos. No final desta semana poderá já haver novidades quanto a esta questão.

Escrito por ONDA LIVRE