ORU aprovada por unanimidade

Foi esta segunda-feira votado, o documento da Operação de Reabilitação Urbana de Macedo de Cavaleiros. Decisão tomada por unanimidade em reunião camarária.

Duarte Moreno, presidente do município, explica do que se trata.

icon 2_reduzido

“É um documento que integra todo o Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano. Tratam-se de dois documentos, um diagnóstico e um plano estratégico, e hoje votamos para que vá a discussão pública e depois a assembleia municipal para serem aprovadas as condições e benefícios que vão ser dadas à população que está dentro da área da reabilitação urbana.

Foi votado por unanimidade e esperamos agora pelo decorrer da discussão pública para poder ser aprovado em assembleia municipal em setembro.”

E avança alguns dos projetos que vão ser levados ao escrutínio da população.

icon 2_reduzido

“Podemos falar no Mercado Municipal, assim como no parque urbano, na requalificação da Eça de Queiroz e do Bairro São Francisco e mais uma série de itens contemplados na ORU. Nos modos suaves tem a interface modal e outros projetos que estão nessas vertentes.”

A antiga pousada estudantil, situada no centro da cidade, não está contemplada neste documento, uma vez que pertence ao Estado. O que não impede o município macedense de desenhar já algumas soluções para o edifício que continua a degradar-se.

icon 2_reduzido

“A antiga pousada não está contemplada, uma vez que também pertence ao Ministério da Educação.

Temos intenção de quando houver mais descentralização de algumas competências, poder ficar com o edifício e depois reabilitá-lo num lar residencial que sirva também no verão como um complemento residencial, parecido com a INATEL, para aqueles que procuram o nosso território para férias.

Estamos a aguardar, não há nada concreto ainda para que isso possa acontecer, nem agora nem daqui a uns meses. Portanto, vamos aguardar aquilo que vai acontecer ao nível do Ministério quando eles fizerem a descentralização.”

Uma ideia que agrada à vereação opositora. Rui Vaz, que há dois anos tinha alertado em reunião de câmara para o estado de desgaste da casa que foi a primeira Estalagem do Caçador, mostra-se em acordo.

icon 2_reduzido

“Ao longo do tempo fomos alertando a Câmara Municipal para que fosse dado àquele edifício uma utilização, atendendo não só à degradação permanente que ele estava mas também que esta a ter e que hoje aparenta. Aparece agora o município a apresentar uma solução ao fim destes anos todos, o que nos agrada no sentido de transformar aquele espaço num local que possa vir a ser um lar de estudantes e, nomeadamente, dar apoio à escola profissional do Piaget.

Acho que é uma boa solução, precisa é avançar o mais rápido possível, por um lado para terminar a degradação do edifício e, por outro, para dar-lhe uma utilização principalmente por ser numa área tão carente pois estou convencido que o futuro da escola profissional do Piaget depende muito do alojamento para estudantes que possam vir de concelhos vizinhos, pois se funcionar só com alunos do nosso concelho, temo que isso possa vir a ser posto em causa.”

Ainda que sem um prazo definido, a antiga Estalagem do Caçador, e antiga residência estudantil, situada no coração da cidade macedense, pode vir a ganhar uma nova vida.

Escrito por ONDA LIVRE