Festival Internacional de Música Tradicional regressa a Macedo de Cavaleiros

Hoje e amanhã, todos os caminhos vão dar à Praça das Eiras, em duas noites marcadas por muita animação, que estará a cargo de grupos Nacionais e Internacionais.

Um espetáculo musical que acontece há 18 anos e que, desde sempre, tem lotação esgotada, considera Paulo Preto, membro dos Galandum Galundaina, grupo responsável pela programação do cartaz, há mais de 12 anos:

 

“O festival tem corrido muito bem e este ano, há também boas expectativas. Temos conseguido trazer música de todo o mundo para este espaço, em Macedo de Cavaleiros. Este evento tem sempre lotação esgotada. A praça das eiras, não é um espaço enorme, nem vai contemplar um festival de pop nem rock, é música tradicional, mas aqui podem estar a assistir cerca de 1500 pessoas, e desde sempre, que enche, tem sido um sucesso constante.

Acho que as pessoas estão sempre à espera deste festival, todos os anos.”

 

Dos Balcãs vem o grupo”Etnoika”, do Peru, Magali Revollar Quinteto e de origens Portuguesas, atuam Sebastião Antunes e Quadrilha, e os Galandum Galundaina.

A par do palco principal, haverá muita animação pelas ruas da cidade, conta Paulo Preto:

 

“Temos a animação de rua, este ano com dois grupos, um da região e outro com música do Sul da América. 

Vamos ter um fim-de-semana animado para as pessoas que apreciam músicas alternativas, que não é fácil ouvir no dia-a-dia, nem em rádio nem em televisão, mas acontece nestes festivais. Este, que é dos mais antigos neste género.”

 

Na tarde de sábado, a música passará também pelas praias da albufeira do Azibo.

 

Escrito por ONDA LIVRE