Loja dos CTT de Vila Flor corre o risco de encerrar

Esta será uma das próximas estações a ser abrangida pela reestruturação da empresa responsável pelo serviço postal, depois do encerramento de mais de 2 dezenas de outras por todo o país.

O presidente do município de Vila Flor, Fernando Barros, confirmou que lhe foi transmitida a intenção por parte da empresa, tendo mostrado que não concordava com a decisão:

“Contactaram-me no sentido de me informar de que a política da empresa, da administração, era encerrar determinadas estações e que, uma dessas seria a de Vila Flor. Demonstrei o meu desagrado, porque o serviço público tem de ser garantido e a presença da própria empresa. Estou a acompanhar o processo e lamento que assim seja, cada vez mais, no Interior.”

O autarca explica que propôs na Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes que houvesse uma manifestação pública de desacordo para com esta intenção e avançou que hoje mesmo vai reunir com a ANACOM:

“Fui eu próprio que propus na reunião da CIM que houvesse uma manifestação pública, um comunicado de desacordo para com este posição. Isso foi feito e vamos ter reunião na ANACOM onde esse assunto vai ser abordado. Vou manifestar de novo o meu desacordo, que se estende a todo o Interior e até à CIM Douro.”

O Bloco de Esquerda também está preocupado com a possibilidade de a loja dos CTT de Vila Flor encerrar e questionou o governo sobre o assunto. Isto face aos vários indícios de que a mudança estaria a ser tratada, como explicou Jóni Ledo, deputado Municipal do Bloco, em Vila Flor:

“Fui tentando perceber se já existia algo de concreto relativamente a esse encerramento ou não. Optámos por fazer uma pergunta ao Governo mas informalmente fui perguntando a algumas pessoas se sabiam de algo, e tudo o que disseram é que a possibilidade de encerramento é grande. Circula em Vila Flor que já foram contactadas pessoas para fazer as substituições com as estações; o que tem sido feito por todo o País, basicamente.”

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda quer saber “com certeza absoluta se a administração dos CTT tem previsto esse encerramento”, mas para já o Bloco de Esquerda em Vila Flor avançou com uma petição pública on-line contra o encerramento da estação dos CTT, que segundo Jóni Ledo tem tido bastante adesão e será enviada para Assembleia da República.

Foto: Google Maps 

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia)