ACISMC apresenta ideias para o próximo ano com orçamento que ronda os 500 mil euros

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Macedo de Cavaleiros aprovou um orçamento de cerca de 500 mil euros para 2019.

Além dos projetos bandeira já anunciados pela recente direção eleita, está também prevista a reativação do jornal O Comércio.

Paulo Moreira, presidente da associação, destaca um maior envolvimento e parcerias com entidades do concelho, entre elas com a escola de negócios do IPB sediada na cidade:

“A ideia é que a Associação Comercial tenha vários parceiros que possam ajudar e ser ajudados por nós.

Estamos a falar de um território que interessa a todos no que toca ao comércio, à indústria, aos produtos locais, e, por isso, pretendemos motivar as pessoas para que possam estar abertas a novos projetos e ideias.

Queremos também fazer uma parceria com a Escola de Negócios do IPB no sentido de articular o plano de formação e capacitação dos empresários e colaboradores, e ainda tentar promover, de forma conjugada, colóquios, seminários, debates e esclarecimentos sobre assuntos de importância para o empresário e para o cidadão.”

Uma dessas parceiras poderá ser a Rádio Onda Livre, adianta ainda Paulo Moreira:

“Seria importante esta parceria por várias razões, entre elas a Feira de São Pedro.

Temos todo o interesse em ter uma parceria saudável com a rádio para divulgação, promoção, esclarecimento e articulação das atividades associadas à associação.

Já falamos com o presidente da Onda Livre e ele mostrou-se interessado e disponível para estabelecer esta parceria. Teremos de conversar, mas certamente que vamos chegar a um entendimento.”

Entre os projetos previstos para 2019 estão a Feira de São Pedro, a reativação do site, dinamização do comércio através de animação de rua e mercados de produtos da terra, apoio na distinção e certificação de produtos regionais, manutenção dos projetos de formação profissional, promoção de projetos com o Geopark Terras de Cavaleiros, implementação do cartão saúde para sócios e familiares diretos, descontos de frota para associados, desenvolvimento de estratégias de atração turística e outras medidas de apoio aos sócios.

Escrito por ONDA LIVRE